-->Reação alérgica ao Sol - Educar Saúde

Reação alérgica ao Sol

Publicado em 27/07/2014. Revisado por Drª Gizele Cunha (Pediatra, Alergologista e Pneumologista Infantil - CRM/SP: 116541) a 16 dezembro 2018

Há pessoas mais sensíveis ao sol que outras. Nalguns casos até surgem reações alérgicas à exposição solar, provocando vários sintomas, como a pele avermelhada, coceira ou o aparecimento de pequenas bolinhas.

Reação alérgica ao Sol

Neste artigo poderá conhecer melhor a reação alérgica ao sol, as suas causas, os seus sintomas, e ainda, o tratamento mais adequado.

Reação alérgica ao sol

Com o nome científico de “lucite estival”, a reação alérgica ao sol é uma resposta exagerada por parte do sistema imunitário à exposição de raios UVA, causando o aparecimento de alguns sintomas.

Esta alergia afeta sobretudo mulheres, com idades entre os 15 e os 25 anos, com determinadas características. Nestas incluem-se a pele clara e a toma de medicamentos para o tratamento de manchas na pele ou acne, que possuem substâncias fotossensíveis.

A alergia ao sol normalmente persiste durante alguns anos, podendo no entanto desaparecer subitamente.

Causas da reação alérgica ao sol

Existem várias causas possíveis para o aparecimento de uma reação alérgica ao sol, desde a predisposição genética a esta alergia, até à toma de medicamentos que possam aumentar a sensibilidade da pele aos raios solares. Conheça de seguida as várias causas da reação alérgica ao sol:

– ter outras alergias;

– predisposição genética;

– alergia aos raios UVA;

– medicamentos.

Além de medicamentos usados em tratamentos de pele para acne ou manchas da pele, há ainda outros que podem levar ao aparecimento de uma reação alérgica ao sol.

Anti-histamínicos, analgésicos, anestéticos, antifúngicos, antibióticos, podem nalguns casos aumentar a sensibilidade da pele aos raios solares, o que pode favorecer a reação alérgica.

Sintomas de reação alérgica ao sol

Os sintomas de uma reação alérgica ao sol são idênticos aos sintomas das outras alergias da pele. Assim, uma reação alérgica ao sol manifesta-se através do aparecimento de pequenas bolinhas avermelhadas na zona da pele exposta aos raios solares, juntamente com coceira muito intensa nessa área.

Os sintomas podem manifestar-se até 12 horas após a exposição ao sol, e as zonas do corpo mais afetadas são as pernas, braços e peito.

Tratamento para reação alérgica ao sol

Não existe um tratamento específico para a alergia ao sol. Quando ocorre uma crise, a forma correta de lidar com o problema é evitar a exposição ao sol, protegendo sempre com protetor solar, e ainda, lavar a área afetada com água fria.

Continuação » Sintomas de Alergia ao Sol

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Drª Gizele Cunha (Pediatra, Alergologista e Pneumologista Infantil - CRM/SP: 116541)

Pediatra, Alergologista e Pneumologista Infantil - CRM/SP: 116541

A Dra Gizele Ferreira Cunha é Graduada em Medicina pela Universidade de Ribeirão Preto - SP - 2004. Além disso possui:

- Especialização em Alergia e Imunologia Infantil pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCRP - FMRP - USP) – 2009.

- Especialização em Pneumologia Infantil pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCRP - FMRP - USP) – 2007.

- Especialização em Pediatria pela Universidade de Ribeirão Preto - 2006 .

Endereço: Avenida Senador César Vergueiro, 571 - Ribeirão Preto - SP - Email: cviver@bol.com.br - Telefone: (16) 33291337

Também pode encontrar a Drª Gizele no Linkedin e Facebook