Remédio Caseiro para Sarna (escabiose) com banho de alecrim

Revisado por Drª Raquel Pires (Nutricionista - CRN-6 nº 23653) a 19 novembro 2018

Sabia que o banho de alecrim é um maravilhoso remédio caseiro para ajudar a reduzir a coceira e a melhorar o processo de cura da sarna (escabiose) em humanos?

É bastante comum ouvirmos falar de sarna, quando relacionada com os animais. Mas, para desconhecimento de muita gente, este problema, também conhecido como pereba, curuba, pira e, quipa, também ocorre nos seres humanos.

A escabiose ou sarna é uma doença da pele causada pelo ácaro parasita Sarcoptes scabiei, vulgarmente designados por ácaros da sarna.

É uma patologia extremamente contagiosa encontrada particularmente em pessoas que viajam com frequência.

Atinge todas as camadas da população e é uma doença de pele muito comum e facilmente tratada.

Como o ácaro da sarna Sarcoptes scabiei por vezes se localiza em lençóis ou alguns tecidos usados na decoração, torna-se difícil localizá-los, infectando, na maior parte das vezes, famílias inteiras.

A escabiose passa das superfícies para a pele e também através do contacto com pele infectada. A sua propagação é rápida e silenciosa e os seus sintomas são bastante desconfortáveis.

O principal sintoma é a coceira persistente que se intensifica à noite e com o calor. A coceira é causada pela reação alérgica ao parasita, que se manifesta com pequenas bolhas e pequenas úlceras com crostas.

O evento não provoca febre, a menos que haja infecção.

A sarna também provoca erupções na pele (sobretudo, entre os dedos), feridas resultantes de coçar a pele e deixa marcas e pequenas cicatrizes. Por isso e apesar de ser difícil, coçar a pele sarnenta deve ser evitado ao máximo.

As lesões mais comuns são pápulas eritematosas e crostas de sangue (hemáticas). Estas lesões predominam principalmente nos pulsos, dedos e mãos, cotovelos e nádegas, estendem-se a todo o corpo.

Alguns locais são eletivos, e não necessariamente sempre presentes: nos homens, órgãos genitais masculinos, prepúcio e glande; nas mulheres, seios, aréola (lesões bilaterais em ambos os seios sugerem que seja sarna); em crianças e recém-nascidos, debaixo dos pés.

Coçar demasiado pode deixar mazelas sérias e provocar infecções cutâneas mais graves. Assim que souber que está a ser afectado pela sarna, parta imediatamente para o tratamento.

A doença tem a duração de cerca de duas semanas, por isso, nesse espaço de tempo, deve lavar todos os tecidos que tem em casa e aplicar cremes apropriados pelo corpo.

Tomar um anti-histamínico também é aconselhado pelos especialistas.

Remédio Caseiro para Sarna

Aliado a estes tratamentos, podem ser postas em prática algumas receitas caseiras.

Chá para curar a coceira causada pela alergia

Sabia que o banho de alecrim pode ajudar a reduzir a coceira e a melhorar o processo de cura da sarna? Basta para isso colocar algumas folhas de alecrim numa panela e deixar ferver com um litro de água.

Coe as folhas e misture água fria ao preparado. Deite o preparado em todo o corpo e deixe secar, sem recorrer a toalhas.

Faça o processo duas a três vezes por dia, para aliviar a coceira e refrescar a pele. Continue a tomar banho de alecrim até a comichão desaparecer.

Tratamento médico

A sarna é tratada com fármacos conhecidos como escabicidas, que devem ser aplicados em todo o corpo, uma vez que não se sabe exatamente a localização do parasita.

Os escabicidas mais usados são a permetrina, o lindano, o benzoato de benzilo, o crotamiton e o bálsamo de El Salvador (Myroxylon pereirae), encontrado na América Central.