4 Remédios para Inflamação no Útero

Revisado por Drª Raquel Pires (Nutricionista - CRN-6 nº 23653) a 19 novembro 2018

O chá de folhas de tanchagem representa um remédio caseiro extremamente aconselhado para o tratamento de inflamações do útero, infecções, feridas, e complicações relacionadas com o útero.

Também conhecida como “Plantago Maior”, esta é uma erva medicinal indicada não só para a limpeza do útero, como verdadeiramente rica em poderosas propriedades anti-inflamatórias, que contribuirão para o rápido tratamento, não só deste problema, como também de outras inflamações, como é o caso da amigdalite.

Tanchagem maior

Não só um remédio caseiro extremamente eficaz no combate a inflamações, este chá para limpar o útero é também, um saudável complemento à sua rotina alimentar diária, que quando tomado regularmente, exercerá um impacto extremamente positivo na manutenção de um bem estar geral do seu organismo.

Para a preparação do chá para inflamação no útero e colo do útero, comece por colocar 20 g de folhas de tanchagem num litro de água fervente. Deverá aguardar cerca de 3 minutos, desligando logo de seguida o fogo.

Para uma infusão perfeita, deixe as ervas repousarem na água por alguns minutos, até que a mesma escureça ao máximo. Após isso, consuma o chá de tanchagem sempre bem morninho.

Para um tratamento eficaz da inflamação e infecção do útero e colo do útero, este chá deverá ser tomado diversas vezes ao dia, durante o período de tempo que a inflamação persistir.

Continuação » Aumento Anormal do Útero? Descubra as Causas, Tratamento, Perspectivas e Tudo…

Plantas para inflamação do útero

Fitoterapia: Tratamentos naturais com plantas medicinais que curam inflamações do útero: cervicite (inflamação do colo do útero)metrite ou endometrite (inflamação do endométrio); e miometrite. 

Entre as ervas anti-inflamatórias que podemos utilizar para além da tanchagem encontram-se as seguintes:

Azinheira (Quercus ilex L. subsp ilex)

Azinheira Quercus ilex L

A azinheira é uma árvore usada para muitos fins medicinais, tais como a inflamações na boca, gengivas e garganta, intestinos, para desinflamar o útero e inflamações na zona vaginal. Partes usadas: Casca, folhas e fruto (bolota).

Neste caso vamos usar a casca. Deixe ferver (decoção) 40 gr. de casca de azinheira num litro de água durante alguns minutos, e realize uma lavagem vaginal com a preparação.

Parietaria: (Parietaria judaica L.)

Planta Parietaria judaica L.

A Parietaria judaica é uma planta usada há mais de 2.000 anos, pela sua acção diurética, para tratar tosses crônicas e como bálsamo para feridas e queimaduras. Na medicina herbal Europeia é considerada como tendo uma ação restauradora sobre os rins, apoiando e fortalecendo a sua função.

É um remédio eficaz para pedras nos rins e bexiga e outras queixas do sistema urinário, tais como cistite e nefrite. É contra indicada em pessoas com febre dos fenos ou outras condições alérgicas.

As folhas podem ser usadas externamente em forma de cataplasma, em feridas etc. Têm um efeito calmante sobre queimaduras e pequenos escaldões.

A planta é colhida quando está em floração e pode ser usada fresca ou seca.

Para tratar a inflamação no útero realize uma lavagem vaginal com a infusão de 50 gr da planta.

Milefório: (Achillea millefolium L.)

Milefólio

Planta também conhecida como milenrama, erva-dos-carpinteiros, feiteirinha ou mil-folhas.

O Milefório é amplamente utilizado na medicina herbal, administrado tanto interna como externamente. É uma planta utilizada no tratamento de vários distúrbios, mas, particularmente útil no tratamento de feridas, parar hemorragias, tratar constipações, febres, doenças renais, dores menstruais, etc.

É usada toda a planta, tanto fresca como seca, e tem maiores benefícios quando colhida em flor. Deve ser ingerida com precaução, uma vez que doses maiores ou frequentes durante um longo período podem causar erupções cutâneas alérgicas e tornar a pele mais sensível à luz solar.

A erva é anti-séptica, antiespasmódica, levemente aromática, adstringente, carminativa, digestiva, estimulante, tônica e vasodilatadora. Contém também azuleno um agente anti-inflamatório. A erva é colhida no verão, quando em flor e pode ser seca para uso posterior. A folha fresca pode ser aplicado diretamente num dente dolorido, a fim de aliviar a dor.

Para casos de inflamação do útero realiza-se um banho de assento com a infusão das flores.

Na foto à direita é possível identificar a inflamação do utero

A inflamação do útero poderá ter diversas origens, entre as suas causas estão os comportamentos sexuais de risco, ferimentos e métodos abortivos extremos.

Alguns dos sintomas mais comuns de inflamação no útero, destacam-se a dor de cabeça, vertigens, vómito e desregulação do ciclo menstrual.

Se após a ingestão deste remédio anti-inflamatório caseiro 100% natural durante alguns dias a inflamação não melhorar e ficar mais acentuada, é de extrema importância que consulte um ginecologista, de forma a usufruir dos tratamentos necessários à resolução do problema e assim prevenir o agravamento do mesmo.

É Perigoso? o que pode causar o Aumento do útero?

  • Miomas uterinos (são tumores, em 99% do casos benignos, que se desenvolvem muito vulgarmente no útero), encontrados em cerca de 25% das mulheres em idade fértil. Podem causar hemorragias menstruais, e dor.
  • A Gravidez é a causa mais comum,
  • Sarcoma,
  • Leiomiossarcoma (tumor carnoso do músculo liso), um tipo raro de câncer maligno, que pode causar um rápido alargamento do útero,
  • Hematometra (sangramento ou acúmulo de sangue no útero),
  • Adenomiose (presença anormal de tecido endometrial no miométrio, uma camada muscular espessa, existente no útero),
  • Polidrâmnio (excesso de líquido amniótico),
  • Doença trofoblástica gestacional (Mola Hidatiforme).

Estas são algumas das doenças ou condições que podem causar o aumento do útero.

As mulheres com este problema podem em alguns casos sentir dor, desenvolver um sangramento anormal, ter perda de urina, e uma sensação de peso na pélvis. Se sentir algum destes sintomas recomendamos a avaliação de um ginecologista.

Leia mais sobre Miomas uterinos

Continuação » 21 Remédios Caseiros para a Doença Inflamatória Pélvica