Riscos da lipoaspiração

Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 14 dezembro 2018

Conheça quais os principais riscos da lipoaspiração tradicional.

Fotos antes e depois

(PS: Todas as imagens publicadas neste artigo foram removidas devido a não se encontrarem em conformidade com as politicas do Google. As nossas sinceras desculpas.)

Um dos procedimentos mais utilizados atualmente na cirurgia plástica é a lipoaspiração. Esta cirurgia consiste basicamente em romper as ligações das células gordas, e depois, aspirá-las através de um tubo inserido nessa zona. Sendo um procedimento simples, tem no entanto alguns riscos, inerentes a qualquer cirurgia. Assim, neste artigo iremos apresentar os principais riscos da lipoaspiração.

Principais riscos da lipoaspiração

Trombose venosa profunda
Neste tipo de cirurgia é aconselhável a toma de um medicamento com propriedades anticoagulantes. Se isso não ocorrer, poderá dar-se lugar à formação de um coágulo no sangue, e como tal, dar origem a um acidente cardiovascular.

Irregularidades no procedimento
Se o médico responsável não utilizar devidamente o tubo inserido na massa gorda, a cânula, a área intervencionada pode ficar com uma textura irregular, sendo notada depois pelo paciente.

Perfuração dos órgãos
Neste tipo de cirurgia, há a introdução de uma cânula no organismo. Normalmente, ela é apenas inserida no seio da massa gorda. No entanto, quando mal executada, ou quando existe alguma hérnia não diagnosticada na zona, pode dar-se lugar à perfuração de algum órgão, que pode eventualmente levar à morte do paciente.

Seroma
Uma das possíveis consequências de uma lipoaspiração é a acumulação de líquidos debaixo da pele, na área onde foi feita a cirurgia. Este problema é facilmente resolvido com o uso de uma cinta, e com algumas sessões de drenagem linfática manual.

Alteração da sensibilidade
Por vezes, fruto de um dano nos nervos periféricos, o paciente pode sofrer uma alteração da sensibilidade nessa área.

Como vê existem vários perigos inerentes a este procedimento. Contudo, é necessário dizer que há hoje em dia vários tipos de lipoaspiração. Aquele que é considerado o mais seguro é a lipoaspiração tumescente, já que é uma pequena cirurgia, onde será aspirada uma pequena quantidade de gordura. Dessa forma, a anestesia é local, e o tempo de cirurgia é menor.

Qualquer lipoaspiração feita por um profissional devidamente experimentado, é geralmente bem feita e para que o paciente corra o menor número de riscos possíveis. Contudo, eles existem, e como tal, deverá tê-los em consideração na hora de escolher este método.