Sangramento vaginal fora do ciclo menstrual: o que pode ser?

Revisado por Drª Camille Rocha Risegato. Publicado em 25 de novembro de 2014

O sangramento vaginal fora do ciclo menstrual também pode ser chamado de metrorragia, sangramento intermenstrual e hemorragia uterina. Há muitas causas possíveis para um sangramento ocorrer fora do ciclo menstrual normal.

Como o sangramento pode indicar um problema sério, é preciso procurar um médico para fazer exames, ter o diagnóstico e conhecer as opções de tratamento. Algumas das causas são: tumores no útero ou no colo do útero, aborto espontâneo, secura vaginal, desequilíbrio hormonal e câncer.

Sangramento Vaginal Fora Do Ciclo Menstrual

Causas

O sangramento vaginal fora do tempo não é uma parte normal do ciclo. Em média, um ciclo tem a duração de 28 dias e um período de quatro dias de sangramento. Considera-se normal um ciclo entre 21 e 35 dias de duração e uma menstruação que dure entre dois e sete dias. Toda a hemorragia fora desses parâmetros é considerado anormal e pode ser causado por vários fatores:

Desequilíbrio hormonal: Estrogênio e progesterona são os dois hormônios que regulam o ciclo menstrual. Se houver algum desequilíbrio, poderá haver sangramento. Disfunção dos ovários, problemas com a tireoide, e iniciar e interromper pílulas anticoncepcionais podem afetar o equilíbrio hormonal.

Dispositivo intrauterino (DIU): Esse tipo de controle de natalidade é um dispositivo de plástico inserido no útero. Ele pode provocar sangramento anormal.

Complicações na gravidez: Complicações durante a gravidez podem causar sangramento. Tanto abortos espontâneos quanto gravidezes ectópicas ou tubárias – em que o ovo fertilizado se implanta na trompa de Falópio em vez de no útero – podem causar sangramento.

Fibroides ou pólipos uterinos: São tumores não cancerígenos que se formam no útero. Não são incomuns em mulheres que já tiveram filhos.

Infecção: Este tipo de sangramento pode indicar uma infecção nos órgãos reprodutores. A infecção pode causar inflamação e sangramento e pode ser causada por uma infecção sexualmente transmissível, pode ocorrer após uma ducha vaginal ou relação sexual, ou pode ser causada por doença pélvica inflamatória (caracterizada por inflamação nos órgãos reprodutores que leva ao aparecimento de tecido cicatricial).

Câncer: Outras causas menos comuns que podem dar origem a sangramento são: câncer do colo do útero, da vagina, do útero ou dos ovários.

Causas raras: Outras causas possíveis de sangramento vindo da vagina são: presença de um objeto na vagina, estresse extremo e diabetes.

Quando consultar o médico

Toda vez que ocorrer um sangramento vaginal anormal, é preciso entrar em contato com o médico. A causa do sangramento pode ser séria é deve ser esclarecida. Uma gestante que tenha sangramento deve procurar o médico imediatamente.

Se o sangramento estiver acompanhado de outros sintomas sérios, pode ser necessário obter atendimento médico de emergência. Alguns dos sintomas sérios são:

  • dor
  • fadiga
  • tontura
  • febre

Tratamento

Quando se consulta um médico em relação a sangramento fora do período menstrual, é preciso estar preparada para responder perguntas sobre os sintomas presentes. É útil manter um registro dos ciclos menstruais. Para isso, é preciso anotar quando as menstruações começam e terminam, a quantidade e a duração do fluxo menstrual e a quantidade do sangramento fora do ciclo.

O médico perguntará sobre quaisquer outros sintomas presentes e todos os medicamentos que estão sendo tomados.

O médico provavelmente também fará um exame físico, inclusive um exame pélvico.

Exames diagnósticos podem ajudar o médico a esclarecer a causa do sangramento. O médico pode pedir exames de sangue para medir os níveis hormonais.

Pode ser necessário fazer exames de cultura ou coletar amostra de tecido (biópsia) do colo do útero ou do endométrio para exame.

O médico poderá também pedir uma ultrassonografia – um exame de imagem que usa ondas sonoras para criar uma imagem dos órgãos reprodutores.

Complicações

Em alguns casos, esse tipo de hemorragia anormal resolve-se sozinho. No entanto, para algumas mulheres, a causa do sangramento necessita de tratamento.

Ignorar o problema ou não procurar um médico poderá causar uma piora do problema. Se a causa do sangramento for uma infecção, câncer ou outro distúrbio sério, as consequências poderão ser fatais.

Como Prevenir

Dependendo da causa do sangramento, pode não ser possível evitá-lo. Em alguns casos, no entanto, algumas medidas de prevenção podem ajudar. Manter um estilo de vida saudável e um peso normal, porque o excesso de peso pode causar menstruações anormais.

É preciso tomar pílulas anticoncepcionais do modo prescrito para evitar desequilíbrios hormonais. Exercitar-se moderadamente para manter a saúde e reduzir o estresse.

Para a dor, usar ibuprofeno ou naproxeno, pois esses analgésicos na realidade reduzem o sangramento. Evitar aspirina, que pode intensificar a hemorragia.

A informação foi útil? Sim / Não

Ajude-nos a melhorar a informação do Educar Saúde.

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.

Referências
Autores
Drª Camille Rocha Risegato

Ginecologista e Obstetra - CRM SP-119093

Dra Camille Vitoria Rocha Risegato - CRM SP nº 119093 é formada há 14 anos pela Fundação Técnico Educacional Souza Marques, Rio de Janeiro.

> Consultar CRM (Fonte: https://portal.cfm.org.br/index.php?option=com_medicos&Itemid=59)

Dra Camille mudou-se para São Paulo onde realizou e concluiu residência médica em Ginecologia e Obstetrícia (RQE nº 25978) no Centro de Referência de Saúde da Mulher no Hospital Pérola Byington em 2007.

Em 2008 se especializou em Patologia do Trato Genital Inferior nesse mesmo serviço. Ainda fez curso de ultrassonografia em ginecologia e obstetrícia na Escola Cetrus.

Trabalha em setor público e privado, atendendo atualmente em seu consultório médico particular situado na Avenida Leoncio de Magalhães 1192, no bairro do jardim São Paulo, zona norte de São Paulo.

Também pode encontrar a Dra Camille no Linkedin, Facebook e Instagram

.
Última atualização da página em 12/08/19