-->Secura Vaginal - Tratamentos

Secura Vaginal

Publicado em 20/10/2010. Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 12 dezembro 2018

A secura vaginal surge em consequência da perda de hormonas sexuais femininas, este problema afecta todas as mulheres, semanas ou anos depois da menopausa.

A vagina perde flexibilidade e elasticidade. Menos irrigada pela circulação sanguínea, as secreções diminuem.

O resultado é uma lubrificação insuficiente e mais demorada que torna a penetração difícil e dolorosa.

Ás dores durante a relação sexual damos o nome dispareunia. Felizmente a secura vaginal, ainda que inevitável, pode ter tratamento fácil.

Por vezes, antes da menopausa, este problema é causado por lavagens agressivas que destroem a flora vaginal ou pela colocação de tampões, mesmo quando não ocorre o período menstrual.

Alergias a produtos de higiene íntima, micoses e outras infecções genitais podem, igualmente, conduzir à secura vaginal.

Sofre de Desconforto na Vagina e Vulva? Conheça alguns Lubrificantes, Hidratantes e o Estrogênio Vaginal

Tratamento da secura vaginal

O Que fazer? Um tratamento à base de hormonas estrogénicas, por via interna ou local (cremes ou óvulos) permite corrigir a carência hormonal.

Mesmo quando o problema é antigo, dá excelentes resultados.

Por outro lado, lubrificantes (vendidos nas farmácias) e um parceiro cuidadoso, que não tem pressa, podem também, e com eficácia, ajudar durante as relações sexuais.

Não confundir esta perturbação com a “falsa secura” que pode acontecer em qualquer idade e que se explica pela fadiga, excesso de trabalho ou consequência de partos.

Conheça 6 Géis e Cremes que Apertam a Vagina após o Parto

Quando o problema sexual esconde um problema conjugal

As mulheres que se dão mal com os companheiros acomodam-se facilmente aos seus fracassos e transformam a vida sexual num sacrifício.

Por isso, nem sequer gostam que o companheiro recupere, por meio de tratamentos médicos, o vigor de outrora.

Por outro lado, o parceiro de uma mulher que não sente prazer tende a sentir-se culpado. Acaba por pensar que é um mau amante ou que o seu sexo é demasiado pequeno e que é ele a razão do problema.

Uma preocupação que, a longo prazo, pode fazer aparecer, também nele, problemas sexuais.

Neste caso, cabe à sua companheira mostrar-se compreensiva e tranquilizá-lo sobre o seu desempenho.

A comunicação no casal constitui a base da sexualidade. Jamais deve ser negligenciada.

Leia também: Problemas Sexuais femininos e Masculinos

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692)

Enfermeiro - Coren nº 491692

O Reinaldo Rodrigues formou-se em agosto de 2016, pela Universidade Padre Anchieta, em Jundiai. Fez curso de especialização em APH (Atendimento Pré-Hospitalar), pela escola 22Brasil Treinamentos, em Barueri, curso de 200 horas práticas, com foco em acidentes de trânsito.

Trabalha como Cuidador de Idosos há 5 anos, e possui experiência em aspiração de vias aéreas, banho de aspersão, curativos, tratamento e prevenção de Lesão por Pressão, gerenciamento de Equipe de cuidadores com elaboração de escalas. Treinamento e acompanhamento de cuidadores nas casas dos pacientes.

Também pode encontrar o Reinaldo no Linkedin.