Seios Duros e Firmes sem Cirurgia Plástica

Se apesar de saber que a mastopexia (cirurgia para levantar o peito descaído e flácido) é muito segura e oferece excelentes resultados, e não quer de modo algum ter que recorrer a uma cirurgia plástica fique tranquila!

Pois pode melhorar a firmeza dos seus seios com tratamentos cosméticos de última geração.

seios-duros-e-firmes

As idades do seu Peito

Adolescência

Nesta etapa, é conveniente usar cuidados específicos adequados como prevenção. Deve centrar a sua atenção na prevenção da ruptura dos tecidos como consequência do crescimento dos seios.

Gravidez

Deve ter-se em atenção especialmente a regeneração cutânea desta zona em periodos estrogenios ou de alterações hormonais como é o caso da gravidez e da lactação. A aplicação de produtos anti-estrias é fundamental.

A Partir dos 40 Anos

A flacidez converte-se na sua grande inimiga. Como principais causas podemos referir: falta de tonús da musculatura peitoral e perda de elasticidade da pele.

O tonús muscular perde-se com o passar dos anos e com a ausência de exercício físico.

Na perda de elasticidade intervêm vários factores como o fotoenvelhecimento – abusar do topless sem protecção solar adequada -, a lactação, frequentes perdas e aumentos de peso e, inclusive, não utilizar sutiãs adequados.

A pele dos seios é muito frágil, sem músculos e repleta de tecido adiposo.

Por isso, um dos problemas que enfrenta é a perda de elasticidade e consequente flacidez provocada pelas variações de peso, gravidezes, etc.

É ainda uma das zonas mais vulneráveis do corpo, que revela na sua estrutura as alterações hormonais, as doenças, a idade e os maus hábitos.

O facto de o peito ir ficando menos firme está ligado ao efeito da gravidade e á herança genética, em proporções iguais.

Requer, portanto, uma série de cuidados indispensáveis que devem começar por sua profunda hidratação. E quando o problema aparece, é preciso partir para tratamentos específicos.

Alimentos que fortalecem os seios femininos

Ricos em vitamina A – Necessária para uma pele saudável, por dentro e por fora. É um antioxidante com grande poder refirmante e protege contra as infecções.

A melhor fonte alimentar encontra-se na gema de ovo, no fígado de vaca ou vitela, no óleo de fígado de bacalhau, cenoura, na abóbora, na manga, no pêssego, no tomate, nos espinafres, na salsa e na acelga.

Ricos em zinco – De acordo com os nutricionistas, é primordial na síntese das proteínas (essenciais para a firmeza dos tecidos) e para o sistema imunológico.

As principais fontes são: cogumelos, gérmen de trigo, cereais, nozes, leite, entre outras.

Ricos em vitamina C – É um potente antioxidante que atua na formação do colágeno.

Encontra a vitamina C nos morangos, kiwis, laranjas, couves (portuguesa, lombarda, coração, repolho, couve-flor) e brócolos.

Ricos em vitamina E – Pelas suas propriedades reafirmantes e antienvelhecimento.

Como vitamina lipossolúvel (solúvel em lípidos) obtém-se através de alimentos mais gordos como o azeite, o amendoim, o salmão, a sardinha e o atum ou em outros alimentos como as sementes, por exemplo, as ervilhas e os feijões.

Os 3 alimentos chave aconselhados por nutricionistas são os amendoins, pelo seu elevado conteúdo em niacina e ácidos gordos insaturados, essenciais para uma boa saúde celular: manga, pela sua riqueza em vitamina A (a sua carência produz secura e descamação da pele), e as favas – estas leguminosas exercem uma acção protectora sobre a pele devido ao facto de conterem niacina e ácido pantoténico.

Exercícios que fortalecem o Peito

A actividade física realizada, pelo menos, 3 vezes por semana, ajuda bastante a combater a flacidez. A melhor opção é a natação, independentemente do estilo que escolher.

Através dela, exercitará os grupos musculares superiores e inferiores.

Também os exercícios localizados, ou mesmo a musculação (o chest press, o peck deck e o crossover dos ginásios são os melhores aparelhos) constituem verdadeiras maravilhas.

Mas atenção, não existem exercícios milagrosos que façam aumentar o peito.

A solução passa por exercitar os músculos que sustentam os seios e desta forma dar a impressão de mais volume.

Estes exercícios localizados ajudam apenas a levantar os seios.

É que quando os músculos peitorais, que dão sustentação aos seios, são trabalhados, eles aumentam de volume, dando a impressão de que o peito é um pouco maior e mais empinado.

É importante, contudo, não ter uma expectativa exagerada quanto aos resultados, já que a genética não se consegue mudar.

Além das glandulas mamárias, os seios são como um saco de gordura revestido de pele. Por isso se eles forem muito flácidos, a actividade física consegue apenas melhorar.

Dicas importantes: Deve começar com pesos ligeiros e aumentar gradualmente. E não se esqueça de fazer aquecimento antes dos exercícios e alongamentos no final.

Sutiã – O centro da questão

O sutiã ocupa um papel essencial na manutenção da beleza do peito.

Tenha em conta as seguintes recomendações:

1- Use um sutiã de acordo com o seu tamanho e que segure perfeitamente toda a mama.

Há que considerar o tamanho da copa e do contorno e a forma que melhor se adapta ao seu peito.

2- Tenha cuidado com os silicones e recheios incorporados em alguns sutiãs para aumentar o tamanho porque não deixam respirar bem a pele delicada da zona.

3- Sempre que fizer exercício físico, use um sutiã desportivo que aguente toda a sessão sem se deslocar ou desprender.

4- Se tiver tendência a alergias na região mamária provocadas pelo uso de sutiãs sintéticos ou de renda, prefira peças de algodão (não retêm a transpiração).

E se o problema agravar, o dermatologista pode indicar-lhe uma pomada que acalme a irritação.

Conheça aqui também  alguns Tratamentos para levantar os seios e os melhores Cremes para os seios flácidos.

Espero ter ajudado.