Shiatsu

Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 12 dezembro 2018

Numa tradução literal, Shiatsu significa “pressão com os dedos” e é uma terapia originária do Japão. Tokujiro Namikoshi foi o percursor deste método reconhecido, desde 1955, pelos ministérios da Saúde e da Educação japoneses.

O Ministério da Saúde do Japão define o Shiatsu da seguinte maneira:
“Tratamento que recorre à aplicação de pressão com os dedos polegares e palmas das mãos em determinados pontos do corpo humano para corrigir irregularidades, manter e melhorar o estado de saúde. Contribui para aliviar certas enfermidades (dores, stress, transtornos nervosos, etc ) e activando também a capacidade de auto cura do organismo. NÃO TEM EFEITOS SECUNDÁRIOS”.

Os Benefícios do Shiatsu

Vinculado à medicina natural, o Shiatsu reforça o sistema imunitário, equilibra o sistema nervoso autónomo, melhora o metabolismo, aumenta o rendimento físico e intelectual, eleva a vitalidade, proporciona bem-estar físico e emocional, desperta a consciência do próprio corpo e melhora as relações humanas.

Como funciona o Shiatsu?

É importante que o paciente se sinta cómodo e relaxado durante a sessão, que dura cerca de uma hora. A pressão que recebe, embora por vezes dolorosa, não leve implicar sofrimento. O objectivo da cura através do Shiatsu não é combater directamente o sintoma. Ao invés da medicina alopática, esta massagem oriental vai ao encontro da origem da enfermidade e desperta os poderes curativos do organismo.

Depois dos primeiros tratamentos, alguns pacientes sentem-se algo enfraquecidos, cansados e notam que uma determinada dor aumentou ou mudou de localização. Esta reacção é apenas uma resposta do corpo doente ao estímulo curativo proporcionado pelo Shiatsu.