-->Sildenafil: quando e como devemos tomá-lo - Educar Saúde

Sildenafil: quando e como devemos tomá-lo

Publicado em 15/01/2011. Revisado por Dr Nilo Jorge Leão Barretto (Urologista - CRM-BA 22237) a 8 janeiro 2019

O sildenafil (Citrato de Sildenafila) é um medicamento que pertence à família da fosfodiesterase 5, juntamente com outros como o avanafil, tadalafil ou o vardenafil, que produzem a dilatação dos vasos sanguíneos. Estes efeitos vasodilatadores estão indicados para o tratamento da disfunção erétil e no tratamento da hipertensão pulmonar, uma doença rara e grave que dificulta a respiração.

Em 2018, 20 anos se passaram desde a chegada do sildenafil (Viagra), o primeiro tratamento acessível e eficaz contra a impotência sexual masculina ou a disfunção erétil. Esta droga, que é administrada por via oral, inibe a enzima fosfodiesterase 5 e aumenta significativamente a produção de óxido nítrico, o vasodilatador natural mais potente conhecido até hoje.

Os seus efeitos foram investigados inicialmente contra a hipertensão, a angina de peito e o infarto agudo do miocárdio, mas logo tornou claro que o efeito clínico mais relevante era a melhora que os homens experimentavam na sua atividade sexual.

A dilatação que produz nos vasos sanguíneos é especialmente intensa no pênis, o que aumenta a ereção.

Sildenafil, Quando E Como Devemos Tomá Lo

Em que pacientes é indicado?

O sildenafil tem duas indicações: em pacientes com disfunção erétil e naqueles que sofrem de hipertensão arterial pulmonar, que é uma doença rara. No segundo caso, o que se busca é expandir a artéria do pulmão para obter o sangue suficiente.

No que se refere à principal razão para a utilização do medicamento, é importante o indivíduo entender que toda a disfunção eréctil em pacientes do sexo masculino merece um estudo para descobrir a sua causa.

Pode dizer-se que a disfunção erétil é muito idêntica a uma doença vascular, pois os fatores de risco cardiovascular que causam o infarto do miocárdio ou o acidente vascular cerebral são os mesmos que causam disfunção erétil.

Por essa razão, atualmente considera-se que este problema sexual sirva de “sinal indicativo” para a saúde cardiovascular do homem e é importante diagnosticá-lo, porque muitas vezes o maior problema não é o homem não conseguir ter relações sexuais, mas sim, a presença de uma doença vascular generalizada que pode acabar provocando um ataque cardíaco, um acidente vascular cerebral ou uma isquemia nos membros inferiores (obstrução de uma das principais artérias responsáveis ​​pelo suprimento de sangue para as pernas).

Qual é a dose recomendada?

Recomenda-se o indivíduo a começar com uma dose menor, de um comprimido de 50 mg por dia, e, se não houver resposta, aumentar até 100 mg por dia. Da mesma forma que, se o indivíduo conseguir um bom resultado com 50 mg, deve testar reduzir para 25 mg, pois pode ser o suficiente.

A razão para o indivíduo ser instruído a usar sempre uma dose menor prende-se ao fato de se tratar de um medicamente extremamente caro e que não é comparticipado pelo sistema de saúde pública. Portanto, esta é a opção que mais favorece a continuidade do tratamento.

A dose utilizada para o tratamento da hipertensão pulmonar é de 20 mg três vezes ao dia.

Quando deve ser tomado?

O sildenafil deve ser tomado por via oral com uma margem de pelo menos 45 minutos antes da relação sexual e tendo em conta que os seus efeitos duram até 6 horas. Outras drogas da mesma família podem promover a ereção até 24 horas após a sua ingestão.

Entenda também que, apesar do indivíduo tomar o remédio, é necessário haver um estímulo para que a ereção ocorra. A droga potencializa e mantém a ereção por mais tempo, mas não é capaz de iniciá-la.

Pode ser tomado com álcool ou alimentos?

Para um efeito ótimo e evitar efeitos adversos é importante respeitar a toma do sildenafil, que deve ser de apenas uma vez por dia, assim como não deve consumir alimentos ou bebidas alcoólicas, já que eles interferem com o medicamento.

Alguns urologistas indicam que, ao ser tomado com alimentos, o início da sua ação farmacológica pode ser atrasado em comparação com quando tomado com o estômago vazio, mas não diminui a intensidade. Por exemplo: se o indivíduo vai ter um jantar romântico, deve tomar a pílula uma hora e meia antes para não interagir com os alimentos.

Quais são os principais riscos e efeitos adversos?

A maioria dos urologistas enfatiza que o sildenafil é um medicamento muito seguro. O principal risco são os abusos, levando a que o seu consumo seja muitas vezes superior ao recomendado, produzindo por vezes um “roubo de sangue para o coração”, porque a vasodilatação ocorre quase exclusivamente no pênis, levando a que mais sangue se acumule nessas peles. A consequência mais grave desse excesso pode dar origem a um infarto do miocárdio.

Quanto aos possíveis efeitos colaterais, alguns exemplos incluem a possível vermelhidão do rosto e orelhas, dor de cabeça ou dor nas costas.

Muitas vezes fala-se da possível dependência causada pelo fármaco. Não existem evidências de que o medicamento cause dependência. E também não é verdade que ele seja eficaz para o tratamento da ejaculação precoce.

Quem não deve tomar sildenafil?

O sildenafil exerce um efeito vasodilatador intenso, o que levará a uma queda significativa da pressão arterial. Por essa razão, é importante o indivíduo ter cuidado se tiver pressão baixa ou se estiver em tratamento com medicamentos anti-hipertensivos.

O uso de sildenafil é contraindicado em pacientes que tomam nitroglicerina ou outros nitratos para o tratamento do infarto do miocárdio. Essa interação pode ser muito séria.

As pessoas que tomam nitroglicerina sofrem de doenças graves. Uma pessoa com insuficiência cardíaca grave por exemplo, tem dificuldades respiratórias. Portanto, é fácil entender porque estes pacientes não podem usar o medicamento. O mesmo se aplica àqueles que sofrem de insuficiência renal, hepática ou respiratória grave, que muito menos condições têm para ter uma vida sexual ativa.

Entenda também que, o sildenafil e outras drogas do mesmo grupo podem levar a ereções muito intensas que poderiam conduzir a danos nos tecidos do pênis, causando disfunção eréctil irreversível.

É importante consultar o médico sempre que notar ereções dolorosas ou ereções que duram mais de quatro horas. Em algumas situações o medicamento também pode produzir alterações na visão. Consulte o oftalmologista se notar alguma mudança.

Existem outras contra-indicações isoladas, como alguns pacientes com retinite pigmentosa ou hipertensão não controlada, mas são casos muito específicos que devem ser avaliados em conjunto com o urologista.

Com ou sem receita médica?

O Sildenafil é dispensado em Portugal e no Brasil com receita médica, mas no Reino Unido é comercializada uma apresentação sem receita médica chamada Viagra Connect. Desta forma, os homens que não sofrem de disfunção erétil, mas pretendem ter ereções mais poderosas e duradouras, também podem consumir a pílula.

Os urologistas consideram este um debate interessante e alguns acreditam que a venda sem receita médica poderia até ser positiva “desde que houvesse educação suficiente da população” para controlar os riscos.

No entanto, também é verdade que, se o medicamento fosse vendido livremente, a oportunidade do médico detetar os casos em que a disfunção erétil é um sintoma de uma doença vascular mais séria seriam perdidos.

É importante que os tratamentos para a disfunção erétil sejam prescritos por um especialista que tenha realizado o diagnóstico e conheça a história clínica do paciente, de maneira que lhe permita descartar patologias associadas que possam estar na origem do problema.

No brasil o preço do medicamento varia entre os 14 e os 190 reais, e pode ser comprado em farmácias ou lojas on-line.

Cuidado com as vendas online

Desde o início da comercialização do Viagra, conhecida como pílula azul, a droga tem sido uma das mais falsificadas do mundo e a maioria dessas cópias é vendida on-line.

Quem compra on-line está colocando a saúde em risco. Não se trata apenas de obter a ereção desejada, pois o medicamento pode desencadear efeitos colaterais graves no organismo.

Os medicamentos devem sempre ser comprados pelo canal da farmácia. O farmacêutico, como profissional de saúde, pode garantir as suas condições, além de oferecer conselhos complementares ao diagnóstico prévio e prescrição pelo médico.

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Dr Nilo Jorge Leão Barretto (Urologista - CRM-BA 22237)

Urologista - CRM-BA 22237

Consultar > Currículo Lattes.

O Dr. Nilo Jorge é Graduado em Medicina pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Publica- 2010. Além disso possui:

- Especialização em Urologia e Cirurgia Geral na Universidade de São Paulo – 2013/2015.

- Título de especialista em Especialização em Fellowship em UroOncologia, Laparoscopia e Cirurgia Robótica.

Fundação Antônio Prudente- AC Camargo Câncer Center, AC CAMARGO, Brasil.

Título: Cirurgias Laparoscópicas e Robótica em Urologia. - Orientador: Dr. Gustavo Cardoso Guimarães – 2017.

- Coordenador do Núcleo de Uro-Oncologia do Hospital Santo Antônio- Obras Sociais Irmã Dulce. Preceptor do núcleo de Urologia do Hospital São Rafael. Uro-oncologista do Grupo OncoClinicas do Brasil e sócio do grupo Uroclinica da Bahia.

Membro titular da Sociedade Brasileira de Urologia, cirurgião geral e urologista pela Universidade de São Paulo (USP- RP). Fellowship em Uro oncologia, laparoscopia e cirurgia robótica no AC Camargo Câncer Center.

Cirurgião robótico certificado pela Intuitive/Strattner. "International Member" da European Association of Urology (EAU) e da "American Urological Association" (AUA). Possui trabalhos publicados em congressos, periódicos e livros em Urologia.

Endereço: Rua Anita Garibaldi, 1815 CME Federação, Salvador/BA - Telefone: (70) 3235-0867 / 2626-3030

Também pode encontrar o Dr. Nilo Jorge na sua página www.nilojorge-leaobarretto.com, ou no Linkedin e Instagram.