Síncope Vasovagal

Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 14 dezembro 2018

A síncope vasovagal também referida como síndrome vasovagal é o termo médico correspondente a fraqueza.

A síncope vasovagal ocorre no decurso de uma emoção forte, de uma aflição ou dor pessoal, ou após assistir a um episódio traumatizante.

Estas síncopes são mais frequentes nas pessoas com tensão arterial baixa, nos adolescentes e nas mulheres grávidas.

A síncope tem mais probabilidade de acontecer num ambiente quente quando os vasos sanguíneos dilatam, reduzindo a pressão venosa central.

Foto (pintura de exemplo): Artista Pietro Longhi (1702–1785).

Causas da síncope vasovagal

Os sintomas são causados por uma diminuição temporária do fluxo de sangue no cérebro, devido a uma descida da pressão sanguínea.

Apesar da causa poder bem ser apenas um simples desmaio, outras situações mais graves podem estar na origem ou simular uma síncope vasovagal e devem ser detectadas antes de se optar pelo diagnóstico de uma simples síncope vasovagal.

Nessas razões podem incluir-se:

  1. Batimentos cardíacos anómalos temporários (arritmia paroxistica, episódios de Stoke-Adams);
  2. epilepsia
  3. baixo índice de açúcar (hipoglicemia);
  4. ataque isquémico transitório;
  5. Problemas cardíacos: ataque de coração, fibrose da válvula aórtica (estenose);
  6. micção e ataque de tosse (enfraquecimento aquando da passagem da urina ou durante um episódio de tosse grave);

Sinais e sintomas

A síncope vasovagal ocorre quando alguém se levanta ou senta em posição vertical.

A pessoa boceja, apresenta suores frios repentinos, respiração profunda e acelerada, diminuição da visão e zumbidos nos ouvidos, seguidos de perda de forças, estado de confusão e perda da consciência.

Esta sequência de sintomas apenas leva alguns segundos a manifestar-se.

Após ter caído no solo, o sangue que circulou no cérebro é renovado por força da gravidade e, após um intervalo de alguns segundos, a pessoa volta a despertar.

Depois de uma síncope vasovagal é normal sentir-se confuso, fraco, e uma noção de não estar em si mesmo durante 20-30 minutos.

Como se Diagnostica

O diagnóstico baseia-se na descrição dos sintomas seguidos de exames, se necessário, para despistar outras causas.

É de grande utilidade se uma testemunha ocular do facto também puder fazer um relato da situação.

Cuidados a ter

A melhor prevenção consiste em permanecer deitado com as pernas levantadas (sobre um apoio) acima do nível do corpo, logo que os sintomas tenham o seu início.

Este procedimento restaura o fluxo de sangue ao cérebro e previne o desmaio. Contudo, nem sempre é possível proceder desta forma.

A melhor alternativa possível de imediato é sentar-se, mas pode não ser muito eficaz. Não é recomendável sentar-se com a cabeça entre as pernas.

Riscos e Complicações

Não se registam complicações pela síncope propriamente dita, mas pode advir o risco de lesões devido a uma queda sem protecção.

Vasovagal significa (situacional). Esta é um dos tipos mais comuns de síncope, e pode ocorrer em situações de medo, vergonha ou desconforto, ou durante a retirada de sangue, tosse, urinar ou defecar.

Existem outros tipos de síncope.

Estes incluem a síncope postural (causada por uma mudança na postura corporal), síncope cardíaca (devido a condições relacionadas ao coração), e síncope neurológica (devido a condições neurológicas).