-->Síndrome de Abstinência Alcoólica? Vença os Sintomas, Não tenha medo de deixar o álcool - Educar Saúde

Síndrome de Abstinência Alcoólica? Vença os Sintomas, Não tenha medo de deixar o álcool

Publicado em 01/11/2016. Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 14 dezembro 2018

Já alguma vez sentiu receio de deixar de beber por causa dos possíveis efeitos colaterais adversos associados à abstinência do álcool? Se sim, saiba que não está sozinho, uma vez que este é um medo partilhado pela esmagadora maioria das pessoas que tem problemas com o álcool e pretende abandonar o seu consumo.

sindrome-de-abstinencia-alcoolica

É frequente um consumidor iniciar o processo de abstinência mas abandoná-lo logo após experienciar alguns dos sintomas mais severos associados ao mesmo. É este receio e inabilidade de lidar com estes efeitos secundários que faz deste um vicio tão difícil de ser abandonado.

Para alguém que consuma álcool diariamente de forma abundante, os sintomas da abstinência podem revelar-se bastante severos e difíceis de tolerar.

Felizmente, hoje em dia existem diversos tratamentos que apresentam a capacidade de auxiliar eficazmente o paciente durante todo o processo de abstinência, aumentando assim expressivamente as probabilidades do mesmo vir a ser concluído com todo o sucesso pretendido.

Abaixo você tem um índice com todos os pontos que discutiremos neste Guia

Procure sempre ajuda

O segredo para conseguir deixar de beber sem experienciar efeitos colaterais excessivamente severos é procurar sempre ajuda.

Se está determinado a abandonar definitivamente o consumo de substâncias alcoólicas, então o primeiro passo deverá ser recorrer à ajuda de familiares e profissionais de saúde.

Existem tratamentos específicos que o seu médico pode recomendar-lhe, que em muito contribuirão para minimizar a esmagadora maioria dos sintomas associados à abstinência do álcool.

Benzodiazepinas (tranquilizantes) constituem o principal tratamento para os sintomas de abstinência, entre eles os tremores e delirium tremens. Também é provável que lhe sejam receitados betabloqueadores para a redução do ritmo cardíaco e medicamentos de anti-apreensão caso experiencie delirium tremens. Suplementos vitamínicos e mudanças de alimentação poderão também ser sugeridos.

Conheça alguns tratamentos medicamentosos indicados para parar de beber:

Programas de desintoxicação

Outra alternativa para o tratamento do problema é recorrer a um centro de desintoxicação. Os programas de desintoxicação destes centros envolvem tratamentos de curto prazo (menos de 7 dias), através dos quais o paciente é auxiliado por profissionais devidamente habilitados durante esta fase de desintoxicação, de modo a que os efeitos colaterais sejam minimizados ao máximo, facilitando assim a continuação da abstinência.

Uma das vantagens destes centros é que terá a oportunidade de se manter totalmente afastado de todas as tentações que poderiam levá-lo a sofrer uma recaída.

Saiba mais sobre estas recomendações visitando os links abaixo:

Conclusão

Não se deixe intimidar pelos possíveis efeitos colaterais da abstinência e não utilize isso como pretexto para não abandonar o vicio do álcool. Procure ajuda e aproveite bem todos os tratamentos e medicamentos que se encontram à sua disposição para este efeito.

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692)

Enfermeiro - Coren nº 491692

O Reinaldo Rodrigues formou-se em agosto de 2016, pela Universidade Padre Anchieta, em Jundiai. Fez curso de especialização em APH (Atendimento Pré-Hospitalar), pela escola 22Brasil Treinamentos, em Barueri, curso de 200 horas práticas, com foco em acidentes de trânsito.

Trabalha como Cuidador de Idosos há 5 anos, e possui experiência em aspiração de vias aéreas, banho de aspersão, curativos, tratamento e prevenção de Lesão por Pressão, gerenciamento de Equipe de cuidadores com elaboração de escalas. Treinamento e acompanhamento de cuidadores nas casas dos pacientes.

Também pode encontrar o Reinaldo no Linkedin.