Síndrome Hemolítico Urêmico

SINDROME HEMOLITICO UREMICO – SINTOMAS, CAUSAS E CARACTERISTICAS DO DIAGNOSTICO
Exantema petequial, hipertensão, insuficiência renal aguda a subaguda.
Frequentemente precedida de gastrenterite ou de exposição a fármaco ofensivo.
Com frequência, associada a infecção precedente por Campylobacter (que pode ser muito leve a oculta).
Os Resultados laboratoriais mostram trombocitopenia, anemia, insuficiência renal, elevação da LDH, tempo de protrombina e tempo parcial de tromboplastina normais, bem como fibrina e produtos de degradação do fibrinogênio normais.

DIAGNOSTICO DIFERENCIAL
. Coagulação intravascular disseminada
. Púrpura trombocitopênica trombótica
. Síndrome dos anticorpos antifosfolipídio catastrófica
. Pré-eclâmpsia-eclâmpsia
. Outras anemias hemolíticas microangiopáticas

SINDROME HEMOLITICO UREMICO TRATAMENTO
Nas crianças, a doença é mais freqUentemente autolimitada e controlada com tratamento de apoio.
Nos adultos, suspender os fármaços potencialmente ofensivos.
Plasmaferese para os casos refratários.

Dica
Nos casos pediátricos, a infecção por E. coli O157:H7 é ofator precipitante típico.
Referência
Blackall DP, Marques MB: Hemolytic uremic syndrome revisited: Shiga toxin, factor H, and fibrin generation.