-->Sintomas de Alergia Alimentar no Bebê - Educar Saúde

Sintomas de Alergia Alimentar no Bebê

Publicado em 26/07/2014. Revisado por Drª Gizele Cunha (Pediatra, Alergologista e Pneumologista Infantil - CRM/SP: 116541) a 16 dezembro 2018

Logo desde os primeiros tempos de vida de um bebê, podemos começar a perceber quais as suas alergias e as suas reacções adversas a certos tipos de alimentos.

É frequente que nestas idades existam até alguns tipos de alergia que são específicos a esta fase da vida, e que com o tempo poderão passar.

No entanto, é relevante termos em conta que reacções alérgicas em crianças pequenas podem ser potencialmente mais graves e com maiores consequências.

Por isso, um primeiro passo que podemos dar para resolver este problema é desde logo evitar alguns alimentos que tradicionalmente possam provocar alergias.

Nomeadamente, amoras, pêssego, morango, kiwi, mel, ovos e leite de vaca, são alguns tipos de alimentos que durante o primeiro ano de vida do bebé devem ser evitados.

Abaixo você tem um índice com todos os pontos que discutiremos neste artigo:

Sintomas de alergia alimentar

Relativamente à alergia alimentar propriamente dita, os sintomas manifestam-se de diversas formas. Assim sendo, devemos estar atentos a alguns sinais sintomáticos que podem indicar a presença de uma alergia a algum tipo de alimento:

  • Escorrimento do nariz;
  • Diarreia;
  • Vómitos;
  • Gases;
  • Dificuldades de respiração;
  • Manchar vermelhas espalhadas pelo corpo.

Para além dos sintomas aqui já apresentados, a dor de ouvido pode também esta ser um dos sintomas de eventuais alergias alimentares.

A alergia aos alimentos poderá ser temporária nestas idades, pois esta pode dever-se à incapacidade do organismo do bebé conseguir digerir alguns tipos de alimentos.

Identificar alergia alimentar nos bebés

Após a verificação dos sintomas acima mencionados, é preciso tentar então identificar qual ou quais os alimentos que causam a alergia.

Uma forma prática e eficaz de o fazer é ir removendo alguns alimentos da dieta do bebé, apontando quais foram removidos. Isto permitir-nos-á perceber aquando de qual remoção os sintomas se alergia se atenuaram. Cada alimento deve ser deixado fora da alimentação do bebé durante pelo menos 5 dias.

Para além desta forma prática que podemos fazer em casa existem também testes médicos especialmente desenhados para a detecção de casos de alergia. Estes testes podem ser prescritos por um pediatra e conseguirá obter resultados mais concretos.

Alergia alimentar durante a amamentação

Em idades mais precoces é normal que alguns bebés possam ter alergia às proteínas presentes no leite de vaca. Neste caso, a mãe deve deixar, de todo, de ingerir leite de vaca, substituindo-o por outro tipo de alimentos que sejam ricos em cálcio.

A eliminação do leite de vaca aqui referida apenas deverá ser necessária quando houver sintomas de alergia no bebé ou indícios fortes de que essa alergia possa vir a ocorrer.

Ainda durante a amamentação, recomenda-se que a mãe evite a ingestão de amendoins, nozes, ovos, alguns tipos de peixe e frutos do mar, principalmente se houver histórico de alergias do género na família.

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Drª Gizele Cunha (Pediatra, Alergologista e Pneumologista Infantil - CRM/SP: 116541)

Pediatra, Alergologista e Pneumologista Infantil - CRM/SP: 116541

A Dra Gizele Ferreira Cunha é Graduada em Medicina pela Universidade de Ribeirão Preto - SP - 2004. Além disso possui:

- Especialização em Alergia e Imunologia Infantil pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCRP - FMRP - USP) – 2009.

- Especialização em Pneumologia Infantil pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCRP - FMRP - USP) – 2007.

- Especialização em Pediatria pela Universidade de Ribeirão Preto - 2006 .

Endereço: Avenida Senador César Vergueiro, 571 - Ribeirão Preto - SP - Email: cviver@bol.com.br - Telefone: (16) 33291337

Também pode encontrar a Drª Gizele no Linkedin e Facebook