Suco de maçã para o Mal de Alzheimer

Revisado por Drª Raquel Pires (Nutricionista - CRN-6 nº 23653) a 19 novembro 2018

Suco de maçã para o Mal de Alzheimer: Um dos maiores sinais que um doente de Alzheimer apresenta é a frequente perda de memória.

Por vezes até se torna problemático compreender se se trata de perda de memória característica do envelhecimento ou se se trata efetivamente de sintomas da doença.

No entanto, e se se verificar uma perda de memória diária, esse esquecimento não poderá ser considerado normal mas sim um sintoma de demência.

Os doentes de Alzheimer apresentam alterações de personalidade, tornam-se pessoas confusas e muitas vezes deixam de reconhecer os seus próprios familiares e até a si próprias.

Com o passar do tempo, começam a precisar de apoio de outras pessoas para as atividades básicas do seu dia-a-dia, tornando-se cada vez mais dependentes.

Para além da perda de memória, estes doentes podem também perder a capacidade de resolver enigmas, gerir o orçamento familiar e perdem muita da sua concentração habitual.

A condução torna-se uma tarefa difícil de executar e tornam-se mesmo incapazes de preparar uma simples refeição.

Muitas vezes esquecem-se de como é que chegaram a um determinado destino, perdem completamente a noção das datas, estações do ano e chegam a olhar para o espelho e não se reconhecerem a elas próprias.

Para que não venhamos a sofrer de tal mal, o melhor é a prevenção.

Para isso podemos optar por adicionar ao nosso plano alimentar um batido de maçã completamente natural e que qualquer pessoa pode fazer na comodidade do seu lar.

Bastam 4 maçãs e 1 litro de água.

Corte as maçãs a meio, retire as sementes e coloque dentro de um liquidificador com a água. Bata bem, adoce a gosto e beba de imediato para que o batido não escureça.

Sendo a maçã um excelente vitamínico para o cérebro, se beber diariamente 2 copos deste batido, estará a contribuir para a diminuição da progressão do Alzheimer.

» Descubra se As Sementes de Maçã são Venenosas. Sabe o que é Cianeto?