Terramoto de 1906 São Francisco Antes e Depois

Revisado por Equipe Editorial a 13 janeiro 2018

Eram cerca das 5:12 da manhã (hora de são Francisco) dia 18 de abril, São Francisco da Califórnia acordou com uma rápida agitação. Nos próximos 25 segundos, ficou tudo em silêncio. Foram 42 segundos de agitação intensa. Cairam edifícios, abriram-se buracos nas ruas, vários teleféricos foram esmagados.

Os danos reais ainda não tinham nem começado. Foram vários os incêndios que ficaram fora do controlo, que resultou em 90% da destruição de San Francisco. Mais de 30 incêndios, causados pelas rupturas das redes de gás, destruiram cerca de 25.000 edifícios em 490 quarteirões da cidade.

O pior de tudo é que, muitos foram iniciados quando bombeiros, não treinados com o uso de dinamite, tentaram demolir edifícios para criar aceiros, o que resultou na destruição de mais de 50% dos edifícios que poderiam ter sobrevivido. No total, os incêndios tiveram a durante de quatro dias e noites.

Conheça o excelente trabalho fotográfico desenvolvido pelo fotógrafo norte-americano Shawn Clover. Com fotos antes e depois do terramoto de 1906 da cidade californiana de São francisco, sismo que destruiu quase toda a região.

Bonde nª 455 coberto por destroços.

Rua Market, e destroços do edifício Hearst.

Carros hoja a circular pela rua Van Ness.

Cidadãos Americanos a caminharem no meio dos entulhos na rua Geary.

Á direita, cicloturistas a circularem em direção a um enorme buraco que se abriu mesmo em frente ao Hotel Valencia.

Cidadãos Americanos de diferentes gerações a caminharem na rua Califórnia.

Veiculos automóveis estacionados em frente ao Palácio de Justiça, enquanto um homem da geração passada observa os danos causados pela tragédia.

Igreja Mission Dolores, que teve a sua estrutura gravemente atingida com o terremoto de 1906.

Antes carruagens, hoje carros, que param em frente ao Lafayette Park. Nesta imagem é totalmente visivel a dimensão da catastrofe.

A igreja de Santa Maria, sobreviveu ao terremoto, mas foi destruída pelo fogo.

A fonte do moinho de Lotta, serviu como ponto de encontro durante toda a tragédia.

Uma Família que ficou desalojada acampa no Conservatório das Flores após o sismo de 1906.

Rua Jones e rua Market. O prédio do banco Hibernia foi queimado, mas sobreviveu até hoje.

Edifício a pegar fogo na esquina das ruas Franklin e Hayes.

Mulher abre a porta do carro na rua Sacramento, no mesmo local onde vários cavalos foram atingidos e esmagados pelos escombros.

Poço de entulho em frente à Casa da Moeda dos EUA.

Edifício Sharon parcialmente destruído.

Rua Drumm

Eletrico passa pela rua Califórnia.

Tendas que serviam de abrigo para os desalojados.

Turistas passeiam próximo ao Hotel Fairmont, que foi destruído por um incêndio.

Os Eletricos passam hoje por locais totalmente acidentados na rua Califórnia e da catedral Marys.

A geração passada no Lafayette Park a observar o desenvolvimento dos incêndios.

Monumento Mecânica, na rua Bush.

Incêndio em edifício, em rua de São Francisco.