Teste de PSA (Antígeno prostático específico)

Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 14 dezembro 2018

O que é? A análise ao sangue do Antígeno prostático específico (Exame de PSA) é um teste de rastreio e diagnóstico precoce. Mede a quantidade de antigénio específico da próstata (PSA) no sangue de um homem.

teste de PSA

O PSA é uma enzima produzida pela próstata. A próstata é uma glândula localizada perto da bexiga de um homem. Produz um líquido que entra na constituição do sémen.

Causas do aumento dos níveis do PSA

Em regra, os níveis de PSA aumentam à medida que um homem envelhece. Mas um nível de PSA superior ao normal pode ser sugestivo da presença de câncer de próstata.

No entanto, também se podem encontrar níveis elevados de PSA em outras situações que não são cancerosas.

Estas incluem prostatite aguda ou crônica (inflamação da próstata) e hiperplasia benigna da próstata (HBP), um aumento de tamanho da próstata que afecta muitos homens idosos, Infecção urinária ou genital, Retenção urinária e alguns procedimentos médicos como a cistoscopia, toque retal e biópsia de próstata.

Objetivos e Indicações do Exame de PSA

Antígeno prostático específico

Usa-se o exame PSA sobretudo como teste de rastreio e diagnóstico precoce para o cancro da próstata.

Nos homens que foram diagnosticados com câncer de próstata, mede-se o PSA para determinar se o câncer voltou após a cirurgia ou outro tratamento.

Também se pode usar para determinar se o cancro está a aumentar ou diminuir após tratamento com hormonas ou radiação.

A questão de efectuar ou não testes de rastreio para o cancro da próstata continua controversa. Pode usar-se o teste do PSA para detectar o estádio mais inicial de cancro da próstata, antes da doença provocar quaisquer sintomas.

Muitos especialistas acreditam que os exames PSA são a melhor forma de reduzir a probabilidade de um homem morrer de câncer da próstata. Isto deve-se ao facto de haver mais probabilidades dos estádios iniciais do cancro da próstata serem curáveis.

No entanto, outros especialistas receiam que se use o teste de PSA em excesso, alguns homens serão diagnosticados e tratados para cancros que têm pouco potencial de lhes fazer mal.

Muitos homens idosos desenvolvem cancro da próstata que nunca se dissemina e nunca causa quaisquer problemas. Grande parte destes cancros inofensivos não seriam detectados se não se tivesse efectuado o rastreio.

Além disso, o tratamento para o câncer de próstata pode ter efeitos colaterais graves. Rastrear todos os homens para câncer de próstata e tratar um cancro potencialmente inofensivo pode acabar por fazer mais mal do que bem.

Infelizmente, através do exame do PSA não se podem saber que cancros necessitam de tratamento e quais têm mais probabilidades de serem inofensivos.

Actualmente, a maioria dos painéis de especialistas não recomenda testes de PSA de rotina para todos os homens mais idosos.

Em vez disso, encoraja os homens que estão em risco da doença a tomar uma decisão individual sobre o rastreio. Deve tomar-se a decisão após discussão dos riscos e benefícios com um profissional de saúde.

Um homem que decide submeter-se a um rastreio para câncer de próstata pode pensar o seguinte:

“O teste PSA é a melhor forma de me proteger do câncer de próstata. Sei que a maioria dos homens com cancro da próstata morre de outra coisa.

Mas e se eu pudesse ter sido salvo caso se tivesse realizado um diagnóstico mais cedo? Para mim, iria preferir lidar com a incerteza do que significa, de facto, um PSA anormal.

Também, estou preparado para aceitar os possíveis efeitos colaterais das biópsias e tratamento. Eu sou apenas uma daquelas pessoas que precisa de saber.”

Um homem que escolhe não ser rastreado pode pensar desta forma:

“Ninguém tem a certeza se o rastreio, de facto, ajuda e pode conduzir, eventualmente, a um tratamento desnecessário. Penso que vou esperar até que haja um teste melhor que possa prever que homens têm mais probabilidades de morrer devido a cancro da próstata.”

Para os homens que querem ser rastreados para o câncer de próstata, em regra, efectua-se o teste PSA anualmente ou de dois em dois anos, com início aos 50 anos de idade.

Os homens com um aumento do risco de cancro da próstata podem desejar começar a efectuar o rastreio aos 45 anos de idade.

Os homens Afro-Americanos e os homens cujo pai ou irmão foi diagnosticado com cancro da próstata estão em alto risco de cancro da próstata. Além de uma análise ao sangue para o PSA, a maioria dos médicos também efectua um toque rectal.

Há menos probabilidades dos testes PSA serem úteis nos homens com mais de 75 anos de idade e os homens que têm problemas médicos graves ou outras razões para uma esperança média de vida limitada.

Isto porque pode decorrer uma década ou mais até que o cancro da próstata se desenvolva do estádio no qual pode ser detectado, pela primeira vez, até ao ponto em que provoca sintomas ou risco.

Preparação

A ejaculação pode provocar um breve aumento dos níveis de PSA. Pelo que se deve abster da prática de atividade sexual, pelo menos, 48 horas antes de efectuar o teste do nível do PSA.

O sangue para efectuar o exame de PSA, provavelmente, será retirado do braço. Use uma camisa com mangas que se enrolem facilmente.

Biopsia da próstata

Se se submeteu, recentemente, a uma cistoscopia ou biópsia por meio de agulha da próstata, informe o médico para que possa marcar o teste de PSA para outra altura. Esses exames podem aumentar os níveis de PSA durante algumas semanas. Isto pode dificultar a interpretação do resultado do teste de PSA.

Após ter sido tratado para uma infecção do trato urinário também não deve efectuar o teste PSA até que tenham decorrido várias semanas.

Valores do exame PSA total

Valores do exame PSA total

Como é Realizado

Em regra, o sangue para o teste PSA é retirado de uma veia na dobra do cotovelo. A área da qual se irá colher o sangue será limpa com um algodão embebido em álcool. Irá usar-se uma agulha esterilizada para retirar alguns mililitros de sangue para um tubo. O local da punção será tapado com uma pequena gaze ou penso. A amostra de sangue será enviada para um laboratório onde se mede o nível de PSA.

Seguimento e Cuidados a ter

Deve receber o resultado do teste do PSA ao fim de uma semana após a análise ao sangue. Se tal não acontecer, contacte o consultório do médico. Se o resultado for anormal e teve um exame rectal digital normal, o médico pode recomendar que realize análises ao sangue adicionais agora ou que repita o exame de PSA numa fase posterior. De forma alternativa, o médico pode recomendar uma ecografia da próstata e encaminhá-lo para um urologista para a realização de uma biopsia à próstata.

exame de PSA, resultados normais e anormais

Riscos

Tirar sangue é um procedimento simples. Há poucos ou mesmo nenhuns riscos.

No entanto, quando usado como teste de rastreio, o PSA apresenta, de facto, alguns riscos. Estes incluem:

  • O risco de que o teste PSA seja anormal e que venha a necessitar de se submeter a exames posteriores, tais como ecografias e biópsias da próstata. Tenha consciência de que cerca de três quartos dos homens com um nível de PSA elevado não tem câncer de próstata. No entanto, muitos homens que são informados de que o exame do PSA apresenta níveis anormais, irão apresentar alguma ansiedade até que se disponibilizem os resultados finais.
  • O risco de que o rastreio venha a conduzir a tratamento para cancro da próstata que pode ou não ser necessário, mas que pode causar efeitos colaterais graves.
  • O risco de que o nível de PSA seja normal ainda que tenha câncer de próstata.

Garanta a discussão destes riscos e dos benefícios dos testes de PSA com o médico antes de efectuar a análise ao sangue.

Quando Contactar Um Médico

Chame o médico se continuar a sair sangue do local de punção da agulha. Também o deve contactar se o local ficar vermelho, inchado ou doloroso.

Informação adicional

Saiba mais sobre Exames de sangue