-->Quais são os diferentes tipos de Tumor na hipófise - Educar Saúde

Tipos de Tumor na hipófise

Publicado em 26/02/2019. Revisado por Dr Diogo Olive Gomes (Médico de família e comunidade e Homeopata - CRM/PR: 34.257) a 26 fevereiro 2019

O tumor na hipófise ou adenoma hipofisário é uma massa sólida de células anormalmente crescentes localizadas na glândula pituitária, que é encontrada na parte inferior do cerebro. O seu tamanho geralmente é pequeno levando a que sejam dificeis de identificar, continuando muitas vezes sem diagnóstico até que os sintomas criticos como infertilidade ou aumento da pressão se manifestem.

A glândula pituitária tecnicamente não faz parte do cérebro e tem uma composição diferente dos tecidos cerebrais, portanto os tumores da hipofise não são considerados tumores cerebrais.

Os diferentes tipos de tumores na hipófise podem ser classificados em vários grupos, como microadenosas ou macroadenomas e tumores funcionais ou tumores não funcionais. Eles incluem tumores adrenocorticotróficos, lactotróficos (prolactinomas), somatotróficos, corticotróficos, gonadotróficos, tireotróficos (raro), e adenomas de células nulas.

Tamanhos De Tumor Na Hipófise

O seu tamanho compara-se ao tamanho de uma ervilha (1 cm), um amendoim (2 cm), uma uva (3 cm), uma noz (4 cm), um visco (5 cm), um ovo (6) cm), um pêssego (7 cm) e uma toranja (10 cm).

Em termos de tamanho o tumor é chamado de microadenoma se tiver (<1 cm), ou macroadenoma se tiver (≥1 cm). Também pode ser classificado como “funcionante” quando produz hormônios adicionais ou como “não funcionante” se não produzir hormônios.

Os tumores funcionantes são ainda categorizados dependendo do tipo de hormônio que secretam. Os adrenocorticotróficos são aqueles que produzem o hormônio adrenomacorticotrófico (ACTH), que supervisiona a glândula adrenal para produzir quantidades reguladas de cortisol e adrenalina.

Os tumores gonadotróficos secretam hormônio luteinizante (LH) e hormônio folículo estimulante (FSH).

Como uma ajuda para estimular a menstruação nas fêmeas e a produção de espermatozoides nos machos os tumores lactotróficos também conhecidos como prolactinomas secretem mais prolactina, o hormônio responsável pela produção de leite materno.

Publicidade

Os tumores somatotróficos produzem hormônios do crescimento (GH) excessivos, que podem levar ao inchaço anormal de algumas regiões do corpo como membros, crânio e mãos.

Publicidade

Os tumores tireotroficos secretam hormônio estimulador da tireoide (TSH) que estimula a glândula tireóide a secretar hormônios para o metabolismo em crescimento.

O funcionamento dos tumores da hipófise produz níveis excessivos injustificados de hormônios que podem causar algumas doenças ou condições irreversíveis, como gigantismo, infertilidade, impotência e Doença de Cushing, entre outras.

Como é feito o tratamento

O tumor na hipófise pode ser tratado de várias maneiras. O tratamento mais comum é a cirurgia para remover completamente o adenoma. Em alguns casos, quando os tumores são pequenos demais para ser operados, os tratamentos de radiação são o tratamento alternativo. Ou os pacientes podem esperar até que o tumor aumente se a radiação e os tratamentos cirúrgicos não puderem ser realizados por algum motivo.

A medicação também pode ajudar a reduzir o tamanho do tumor ou eliminar ou regular a produção hormonal da glândula pituitária.

Sinais de alerta

Sintomas persistentes como dores de cabeça, náuseas, perda de visão ou visão turva, aumento ou diminuição do apetite, crescimento e puberdade precoce ou tardia, ciclos menstruais irregulares e variações de humor inesplicáveis podem indicar a presença de um tumor na hipófise. É importante o paciente consultar o médico quando existe a presença combinada de alguns destes sintomas.

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.

Referências

NIH
https://www.cancer.gov/espanol/tipos/hipofisis/paciente/tratamiento-hipofisis-pdq

Autores
Dr Diogo Olive Gomes (Médico de família e comunidade e Homeopata - CRM/PR: 34.257)

Dr. Diogo Olive Gomes - CRM/PR 34.257

Medicina de Família e Comunidade - RQE Nº: 23995

Homeopatia - RQE Nº: 23996

Consultar > Currículo Lattes.

Profissional graduado há 10 anos, pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Com Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade, pela Faculdade de Medicina da USP. E também com Título de Especialista em Homeopatia pela Associação Médica Brasileira.

Trabalhou como Auditor Médico pelo Exercito Brasileiro. Atua com Atenção Primária à Saúde na Saúde Suplementar, com experiência em atendimento de urgência e emergência, ambulatorial e domiciliar.

Hoje atua como Coordenador Médico de Ambulatório de Medicina de Família, dentro do Hospital da Cruz Vermelha - Regional Paraná. Atende também em Consultório Particular, como Homeopata. É diretor da Associação Médica Homeopatica do Paraná.

Também pode encontrar o Dr. Diogo no Linkedin, ou no Google.

Publicidade