Tipos de vírus – Antivírus Bom e de graça

Tipos de vírus – Existe uma enorme variedade de programas indesejáveis que se infiltram nos computadores com objetivo de danificar ou roubar dados. Os principais são os:

Vírus


Tem a intenção de danificar o computador, apagando dados necessários para a inicialização do PC, por exemplo. Há também uns mais inteligentes (os worms), que podem capturar endereços de e-mail em arquivos do usuário e, ainda, é mutante (altera o seu código para evitar que os antivírus o detectem).

Spyware


Responsável por muitos daqueles pop-ups indesejáveis que ficam aparecendo toda hora, esse programa se instala secretamente em sua
máquina e fica em segundo plano, mudando as configurações do sistema operacional, espiando e registrando informações sobre os seus hábitos no computador.

Trojan (cavalo de Troia)


Permite o acesso, de quem o enviou, ao seu computador. Ele pode ter funcionalidades como a captura de dados ou a execução de instruções presentes em scripts (arquivos executáveis com um conjunto de comandos específicos), como ordens para apagar arquivos, destruir aplicativos, entre outras.

1,4 mil novas ameaças são criadas por hora em todo o mundo. Em 2008, 34,3 milhões de PCs foram infectados com bots (programas que permitem o controle do PC por terceiros).

99% dos vírus são detectados é o mínimo que um programa de segurança precisa alcançar para ser considerado um bom antivírus. Para ser muito bom, essa taxa precisaria ser de 100%.

115 bilhões de spams foram enviados, em média, por dia em 2008. Atualmente, estima-se que 95% de todos os e-mails contêm spam.

Antivírus Bom e de graça

Testamos também alguns antivírus (somente antivírus, não os pacotes completos de internet security) gratuitos mais frequentes
no mercado: AVG, Avast e Avira. Com esses programas você pode verificar arquivos que coloca no seu computador por meio de CDs,
DVDs e outros drivers removíveis (como os pen drives), mas estará desprotegido contra ataques diretos ao computador – porque eles
não possuem firewall. O melhor dos antivírus gratuitos foi o Avira.

Avira Anti Vir Personal Free Antivírus

Tem uma boa taxa de detecção e desinfecção de vírus, é leve e, ainda, simples de usar.
www.avira.com.br Grátis.

Internet Security A escolha certa

Norto n 2010


Um dos poucos programas que conseguiu desinfectar um arquivo compactado (.zip). O firewall é bom e não é daqueles chatos que ficam
mostrando avisos a toda hora. Entre R$ 95,90 e R$ 99,90.

Bitd efender 2010


Utiliza pouca memória RAM e, além de possuir interface diferente para usuários iniciantes ou avançados, tem um arquivo de ajuda muito bom e fácil de entender. Na faixa de R$ 85.

Protegido ou não tenha cuidado

Mesmo com a proteção dos programas de Internet Security, seu computador nunca estará 100% seguro. Por isso, quando estiver navegando na Internet, tome cuidado:

Cuidado com os downloads – Sempre verifique as extensões dos arquivos e tenha especial atenção aos “.exe”. Arquivos de música como robertocarlos.mp3.exe ou foto.jpg.exe são tentativas de enganação para disseminação de vírus. Sites que exigem a instalação de algum programa para prosseguir com a navegação também devem ser evitados.

Não clique em links de estranhos
– Em programas de conversação on-line, como o Windows Live Messanger e o Google Talk, links contidos em mensagens de desconhecidos nunca devem ser clicados. Eles podem ser um caminho para vírus ou outros programas maliciosos.

Financeiras e autoridades não fazem cobranças por e-mail – Quando você receber correspondência eletrônica dizendo ter uma dívida com o banco ou o serviço de proteção ao crédito, ou que seus documentos estão errados, ou com intimações para audiências federais, não clique nos links apresentados por eles. Essas instituições não usam o e-mail como notificação. Mas, se você ficar em dúvida, passe o ponteiro do mouse em cima do link (mas não clique!). O endereço para onde o link leva vai aparecer no rodapé da sua tela e você poderá
saber se ele é suspeito.

Se o endereço parecer suspeito, é melhor você entrar em contato com a empresa que supostamente enviou o e-mail antes de clicar
em qualquer coisa.