Tratamento caseiro para celulite

Revisado por Drª Raquel Pires (Nutricionista - CRN-6 nº 23653) a 19 novembro 2018

A alternativa de tratamento caseiro para combater a celulite que será apresentada é mais eficaz para as celulites classificadas nos níveis 1 e 2. Porém, ela também contribui para diminuição dos efeitos provocados pelas celulites mais graves, assinaladas pelos níveis 3 e 4.

celulite antes e depois da drenagem linfática

Constituído por três etapas, o método proposto é fácil de ser executado e pode ser realizado no próprio banho. Essa terapia deve ser efetuada três vezes no decurso da semana.

Primeira etapa: esfoliação da pele

Antes de pensar em tratar a celulite, a pele precisa passar por um processo de esfoliação profundo. O intuito é remover as células mortas, substituindo-as por novas. Dessa forma, a epiderme fica pronta para receber o tratamento em si.

A etapa de esfoliação pode ser realizada através de um creme que cumpra a respectiva função, ou até mesmo por meio de uma técnica caseira – o importante é que o resultado final seja satisfatório. Uma alternativa de esfoliação caseira é através do uso de água morna, açúcar, e mel.

Para ser bem sucedido, o procedimento deve ser concretizado com movimentos circulares. Em seguida, basta lavar a pele.

Segunda etapa: aplicação de creme anticelulite

Após a renovação celular da pele imposta pela esfoliação, a pele abre caminho para receber as substâncias constituintes de um bom creme anticelulite, que penetrará na epiderme com muito mais facilidade devido à remoção das camadas formadas pelas células mortas, que agiam como uma barreira.

Existem ótimas opções de cremes anticelulite disponíveis no mercado. Um dos destaques é o Hight Definition Body Lift Cellulite Control, distribuído pela Clarins. A Sephora é uma das lojas virtuais que o comercializa. Outra alternativa eficaz é o Goodbye Celulite, fabricado pela Nívea.

Contudo, existem muitos outros. Se houver dúvida com relação a isso, o melhor a fazer é marcar uma consulta com um dermatologista, profissional responsável por indicar o melhor creme anticelulite de acordo com cada tipo de pele.

Terceira etapa: massagear a área tratada

A última fase do tratamento em questão é a massagem. Para isso, existem produtos específicos, como o massageador fornecido pela Beurer. De posse do produto, ele deve ser espalhado em toda a área do corpo que está sendo tratada.

Com essa massagem, a região tratada terá uma melhora significativa da circulação do sangue, o que favorecerá a absorção do creme anticelulite e, por fim, eliminará a celulite em toda a área. No entanto, os especialistas observam que a massagem não deve ultrapassar o tempo de 15 minutos.

Como eliminar a celulite

A terapia caseira recomendada acima apresente excelentes resultados, mas é possível aprimorar ainda mais a eliminação da incômoda celulite. Para potencializar esse aniquilamento é preciso adotar uma série de medidas:

  • Ingerir grandes doses de água, aproximadamente 2 litros diários
  • Efetuar uma readequação alimentar, substituindo alimentos industrializados nada nutritivos por outros que supram as reais necessidades do organismo. Seguindo o mesmo princípio, devem ser evitados alimentos ricos em açúcar, gordura, e sódio
  • Consumir chás que contenham efeito diurético, característica primordial para conseguir expulsar boas doses do líquido excedente que esteja alojado no organismo, que é um dos fatores que leva ao desenvolvimento da celulite
  • Beber chá de castanha-da-Índia visando aproveitar os efeitos vasoativos e anti-inflamatórios da erva
  • Consumir extrato de castanha-da-Índia desidratada, que é rico em um composto denominado escina, que apresenta um papel salutar no que tange à extinção da celulite
  • Exercitar o corpo regularmente, explorando diversas alternativas para isso, como natação, vôlei, corrida, hidroterapia, ciclismo, artes marciais, dentre muitas outras. O importante é escolher uma atividade que seja agradável e praticá-la por, ao menos, 60 minutos diários, três vezes ao longo da semana

Essas dicas finais são fundamentais não apenas para se ter um melhor controle sobre a celulite, mas igualmente para evitar uma possível reincidência, algo perfeitamente comum diante do menor relaxamento.