Tratamento para contratura muscular

O corpo humano é composto por vários tecidos, desde o adiposo, passando pelo ósseo, e terminando no muscular. Este último, constituído por centenas de músculos diferentes, é o mais abundante, representando a maior parte do peso corporal.

Tratamento para contratura muscular

Cada músculo é envolvido e ligado a outros músculos por uma camada fina de tecido conjuntivo, denominado de fáscia muscular. Em determinadas condições, este pode contrair-se de uma forma incorreta, surgindo assim as chamadas contraturas musculares.

As contraturas musculares são muito comuns e frequentes, acontecendo a todas as pessoas nalguma parte da sua vida. Saiba mais sobre como se formam as contraturas, as suas causas, e ainda, como tratar e prevenir.

O que são contraturas musculares?

Cada músculo, mesmo em repouso, possui um tónus muscular que funciona como um elástico, mantendo assim sempre alguma tensão. Isto acontece para que o músculo esteja sempre preparado para agir caso seja solicitado. Para que este tónus esteja sempre presente, há algumas pequenas fibras musculares, existentes em todos os músculos, que são ativadas sempre que necessário.

Contudo, quando o músculo se contrai de uma forma inadequada, e não consegue voltar ao seu estado de relaxamento normal, surgem as contraturas. A contratura muscular consiste assim na formação de um pequeno nódulo, podendo ser sentida caso coloque a mão no músculo, notando uma pequena região mais dura e com sensação de dor associada.

Este é um problema mais frequente em pessoas com stress excessivo na sua vida diária, mas também, em desportistas, após um exercício mais forte e intenso. O entanto, há outros fatores de risco que podem levar ao surgimento de contraturas, como estar muito tempo na mesma posição (por exemplo, quem trabalha em escritórios), ou então, ter um estilo de vida pouco ativo, onde não se pratica qualquer tipo de atividade física.

A contratura muscular é uma das causas mais comuns para o aparecimento de dores nas costas, especialmente no pescoço e nos ombros. Contudo, e apesar de a zona das costas ser uma das mais afetadas, as contraturas podem surgir em qualquer outra região corporal. Em desportistas, estas lesões musculares são também frequentes nas coxas e na panturrilha, devido ao acúmulo de ácido lático durante a realização de exercício físico anaeróbio.

Causas da contratura muscular

Apesar de não existirem dados totalmente fiáveis sobre as razões que levam ao surgimento das contraturas musculares, há no entanto vários fatores de risco conhecidos que aumentam consideravelmente as possibilidades de elas ocorrerem. Assim, os fatores que podem causar as contraturas incluem:

stress excessivo;

mau gesto técnico num exercício físico;

má postura;

rigidez muscular e falta de flexibilidade causada por uma vida sedentária;

cansaço e fadiga geral.

Como tratar contratura muscular

O tratamento da contratura muscular consiste essencialmente na sua descontraturação. Ou seja, estimular as fibras musculares a regressarem ao seu estado de relaxamento normal. Para o conseguir, muitas vezes basta seguir algumas dicas em sua casa. Assim, aliando exercícios de alongamentos, um banho de água quente e uma massagem realizada com óleos essenciais, poderá conseguir tratar esta pequena lesão muscular. Mais abaixo poderá saber como tratar contratura muscular em casa, passo a passo.

Caso o tratamento caseiro não seja suficiente, e a contratura muscular persistir, existem outras soluções que podem ajudar a resolver o problema. Desde tratamento fisioterápico, massagens específicas, utilização de aparelhos de radiofrequência, até auxílio médico, as opções são várias.

Como tratar a contratura muscular em casa

Antes de pedir ajuda profissional, há um conjunto de passos que pode e deve seguir em casa, que muitas vezes são os suficientes para conseguir tratar a contratura muscular. Confira de seguida o tratamento caseiro para contratura muscular, passo a passo:

Passo 1 – Comece por tomar banho com água quente, incidindo diretamente o jato na zona afetada.

Passo 2 – Coloque uma bolsa de água quente no local onde sente dor.

Passo 3 – Utilizando um óleo aquecido ou um creme hidratante, faça uma pequena massagem na região dolorida.

Passo 4 – Fazer alongamentos, estirando o músculo afetado com cuidado e suavidade.

Caso este tratamento não seja suficiente para tratar a contratura muscular, deve então procurar ajuda especializada, preferencialmente um fisioterapeuta ou um médico. O tratamento médico consiste geralmente na utilização de um relaxante muscular, podendo ainda ser pedidos alguns exames caso haja a suspeita de algo mais grave por detrás da lesão. Estes exames incluem uma ressonância magnética ou um raio-x.

Remédios caseiros para contraturas musculares

Se optar pelo tratamento caseiro, há alguns remédios naturais que podem ajudar a tornar esse tratamento ainda mais eficaz. Confira de seguida alguns remédios caseiros para contraturas musculares.

Gengibre

A raiz do gengibre contém inúmeras propriedades medicinais, sendo por exemplo anti-inflamatória. Assim, para utilizar o gengibre no tratamento das contraturas musculares, asse a raiz no forno, cortando de seguida em lâminas. Por fim, aplique estas lâminas na zona afetada, durante 15 a 20 minutos.

 Alecrim

O alecrim, tal como a lavanda ou o tomilho, são plantas com propriedades anti-inflamatórias bastante úteis no tratamento das contraturas musculares. Ferva alguns raminhos de alecrim em água, coando no final. De seguida, junte este líquido com argila, compondo uma pasta uniforme e homogénea. Deixe arrefecer até estar com uma temperatura quente, mas suportável, aplicando de seguida na região afetada durante cerca de 20 minutos.

Banho quente com Epsom

O banho quente é um dos passos que fazem parte do tratamento caseiro para contraturas. Contudo, para tornar o banho relaxante ainda mais eficaz, pode-se juntar sais de Epsom, ricos em magnésio. Junte 250 g numa banheira para um banho de imersão relaxante e benéfico para o tratamento das contraturas musculares.

Sinais de melhora e piora da contratura muscular

Após o tratamento, caso a dor comece a aliviar, é sinal que a contratura muscular está a ser tratada e a melhorar. Há no entanto outros sinais que indicam uma melhoria, tal como a redução de pontos dolorosos, e ainda, o aumento da amplitude dos movimentos com os membros dessa região.

Se o tratamento caseiro não for o suficiente, ou então, não for seguido corretamente, a contratura não só não desaparece, como pode até piorar. Assim, se a contratura não melhorar, com o tempo agrava-se, tornando-se mais dolorosa e maior, podendo até formar uma fibrose nessa zona. Quando o nervo é afetado, pode até ocorrer sensação de formigamento e irradiação de dor para outras regiões. Caso estes sinais se manifestem, é necessário sessões de fisioterapia para conseguir tratar o problema.

Como evitar as contraturas musculares

As contraturas musculares são problemas muito comuns e frequentes, podendo ocorrer a qualquer pessoa. Contudo, com alguns cuidados diários, é possível prevenir o seu aparecimento, ou pelo menos, reduzir as possibilidades de elas ocorrerem.

Tendo em conta os fatores de risco referidos mais em cima, a adoção de uma postura correta no dia-a-dia, seja no trabalho ou no sofá em casa, é uma ajuda muito importante para evitar o aparecimento de contraturas musculares.

Se não faz qualquer tipo de atividade física, a prática correta de exercícios moderado irá ajudar a aumentar a flexibilidade muscular e reduzir a sua rigidez, prevenindo assim o aparecimento de contraturas musculares.

Se é desportista, deve ter cuidado de realizar todos os exercícios de uma forma controlada e com a utilização dos gestos técnicos adequados. Além disso, os alongamentos antes e após o treino são uma ajuda muito útil na prevenção das contraturas musculares