Tratamento para escoliose

Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 14 dezembro 2018

A escoliose, também conhecida por hiperescoliose, é um problema de saúde caracterizado pela curvatura anormal na coluna vertebral, o que pode levar ao desenvolvimento de uma corcunda. A gravidade deste problema depende especialmente do grau de curvatura, da velocidade de progressão da doença e da idade do paciente.

Imagens antes e depois de uma cirurgia corretiva para escoliose

Imagens antes e depois de uma cirurgia corretiva para escoliose

Quanto maior for a curvatura, maior a gravidade e maior o risco de agravamento do problema. Existem vários tipos de escoliose, sendo as mais comuns a neuromuscular, idiopática e a congênita. Conheça melhor esta doença, as suas causas e sintomas, e ainda, qual o tratamento para escoliose.

Causas da escoliose

Cada tipo de escoliose tem causas específicas. De seguida poderá conhecer as causas que levam ao surgimento dos três tipos mais comuns de escoliose:

  • A escoliose neuromuscular está relacionada com problemas neurológicos.
  • A escoliose congênita decorre da formação incorreta da formação das vértebras.
  • A escoliose idiopática não tem causas conhecidas.

Sintomas de escoliose

A escoliose manifesta-se de várias formas para além da curvatura anormal. Confira de seguida os vários sintomas que podem estar associados a uma escoliose:

  • coluna vertebral com uma curvatura anormal;
  • quadris ou ombros assimétricos, especialmente visível quando o paciente dobra o tronco;
  • desconforto muscular.

Nos adultos, a escoliose pode também provocar dor. Contudo, nas crianças este problema geralmente não é doloroso. Assim, caso uma criança que se suspeite ter escoliose sinta dor, é importante ser alvo de uma cuidada avaliação médica, de modo a despistar problemas mais graves.

Coluna em forma de S

Coluna em forma de S

Numa fase inicial, é por vezes difícil notar os sinais de escoliose, já que na maior parte dos casos as curvas desenvolvidas são muito suaves, surgindo de forma lenta e gradual. Como na maior parte dos casos não há dor envolvida e a deformidade desenvolve-se muito lentamente, é normal não se suspeitar logo da existência de um problema. Contudo, caso note algum sinal, especialmente quando acompanhado de dor, deve procurar um médico.

Diagnóstico de escoliose

Caso exista suspeita da existência de escoliose, o médico irá, numa primeira fase, começar por fazer um histórico clínico detalhado do paciente. De seguida, fará um exame físico, onde procurará sinais de escoliose no corpo. Caso se verifiquem reflexos anormais ou fraqueza muscular, irá também pedir um exame neurológico, para despistar ou diagnosticar a escoliose neuromuscular. O médico pode ainda pedir vários exames de diagnóstico, que incluem ressonância magnética, raio-X e tomografia computorizada.

Tratamento para escoliose

O tratamento para escoliose depende de vários fatores, entre os quais a causa, o grau e a localização da curvatura e a idade do paciente. Quando o paciente ainda é uma criança, o tratamento pode conseguir corrigir o problema, enquanto que na maior parte dos casos de escoliose idiopática em adolescentes, com curvaturas inferiores a 20 graus, apenas se acompanha o problema com reavaliações clínicas.

No caso das crianças, ainda na fase de crescimento e com uma curvatura grave, podem ser necessários recursos terapêuticos de correção, que ajudem a impedir a progressão da curva durante o crescimento. Para estes casos, o tratamento pode ser baseado no uso de um colete especial, ou então, na realização de uma cirurgia. Já para adultos, há formas de tratamento que podem ajudar a realinhar a coluna e a aliviar os sintomas desta doença. Confira.

Colete

antes e depois do uso do colete de cheneau

antes e depois do uso do colete de cheneau

A utilização de órteses pode ser recomendado para crianças em fase de crescimento, com um grau superior a 25/30 graus, com agravamento da curvatura. As órteses irão ajudar a retardar a progressão da curvatura, existindo vários adequados para este problema. Assim, entre as várias órteses, destacam-se o colete de Wilmington, o colete de Milwaukee, o colete de Charleston e o colete de Boston, assim chamados por terem sido desenvolvidos em centros de investigação nessas cidades.

A escolha da órtese dependerá de vários fatores, incluindo as características da curvatura, sendo definida por opção conjunta entre médico e paciente. Cada colete pode ser usado de várias formas, tendo cada modelo uma aparência diferente.

É importante referir que esta órtese não irá curar o problema, nem sequer reverter a deformidade. Ela apenas retarda a sua progressão, através de mecanismos de pressão que procuram alinhar a coluna vertebral. O colete apenas funciona nalguns casos, devendo ser ajustado ao longo do crescimento da criança.

Cirurgia

Radiografias Pré e Pós operatórias de Cirurgia para Escoliose

Radiografias Pré e Pós operatórias de Cirurgia para Escoliose

A cirurgia é uma opção que pode ser bastante eficaz, já que consiste na reparação da curvatura da coluna vertebral. Este procedimento consiste na correção quase total da curva, encaixando os ossos dentro dela. Através de uma ou duas hastes de metal, presas com parafusos e ganchos durante a recuperação do osso, os ossos são fixados no lugar correto.

O ponto de entrada na cirurgia pode ser no abdômen, nas costas ou abaixo das costelas. No pós-operatório da cirurgia para escoliose pode ser necessária a utilização de uma órtese, de modo a estabilizar a coluna vertebral

A decisão sobre o momento correto para operar pode variar de caso para caso. Na maior parte dos casos, a cirurgia é feita apenas depois do crescimento terminar, pois a partir desse momento, a curvatura pouco mais se agrava. Contudo, há casos em que a curvatura é muito grande (40 ou mais graus) ou que se agrava muito rapidamente. Nestas situações, a cirurgia é necessária antes do fim do seu crescimento da criança.

RPG

escoliose antes e depois do RPG

escoliose antes e depois do RPG

Há muitos casos onde a escoliose, por não ser muito acentuada, apenas é descoberta já em adulto. Nestes casos, além de ser importante a prática de exercício adequado para fortalecer os músculos e melhorar a postura, pode também ser muito útil a realização de sessões de RPG. A RPG (Reeducação Postural Global) é uma especialidade de fisioterapia onde, através de várias posturas e exercícios, se consegue realinhar a coluna.

Esta técnica traz consigo vários benefícios para a qualidade de vida do paciente, nomeadamente a redução da curvatura e o alívio das dores de costas.

Como prevenir o agravamento da doença

Quando a escoliose não é devidamente tratada, esta pode evoluir, provocando assim contraturas musculares e dores nas costas e pescoço. É por isso fundamental ser orientado por um médico de modo a melhorar o problema e impedir a progressão do problema. Além disso, há ainda vários cuidados a ter que irão ajudar a prevenir o agravamento da escoliose. Estes cuidados incluem:

  • deitar-se de uma forma pouco cuidada no sofá;
  • sentar-se com uma postura errada;
  • evitar andar de moto.