Tratamento para Espinhas  

As espinhas, quando aparecem, são um pesadelo para qualquer mulher, mas também para muitos homens.

Estas pequenas formações, muitas vezes com pus associado, dão um ar bem feio e inestético à nossa pele.

No entanto, se você sofre com este problema, então anime-se: há soluções para tratar as espinhas. Confira de seguida várias opções de tratamento para espinhas.

acne

Tratamento para espinhas

Sendo a espinha uma formação provocada geralmente pelo excesso de oleosidade, higiene deficiente e inadequada da pele, ou mesmo por uma alimentação errada, o seu tratamento tem várias vertentes.

Assim, o tratamento para espinhas terá de envolver uma higiene correta da pele, cuidados com a alimentação, aplicação de produtos específicos, e ainda, caso necessário, a toma de medicamentos prescritos pelo médico dermatologista.

Se seguir corretamente todas as indicações do seu médico, ao fim de um mês de tratamento já é possível observar melhorias evidentes, notando-se já a cicatrização das espinhas, bem como a redução do seu tamanho e da frequência com que aparecem.

De seguida poderá saber como fazer uma limpeza de pele corretamente, os cuidados a ter com a alimentação, e ainda, quais os medicamentos mais comummente utilizados no tratamento para espinhas.

Já ouviu falar sobre Acne vaginal? Conheça as Causas e Tratamentos

Limpeza de pele no tratamento para espinhas

A limpeza de pele reveste-se de grande importância no tratamento para espinhas na zona do rosto, já que desta forma impede que se acumule excesso de gordura na pele, causa mais comum do aparecimento de espinhas.

Seja qual for a severidade do seu problema, deverá seguir os seguintes passos na sua limpeza de pele diária.

Passo 1 – Lavar todos os dias o rosto com um sabonete específico para pele com acne;

Passo 2 – De seguida, deverá aplicar um tônico facial, com propriedades adstringentes;

Passo 3 – Após o tônico, deve ser aplicada uma loção secativa de espinhas, naquelas que ainda estiverem inflamadas.

Deverá ainda realizar uma limpeza de pele completa entre 1 a 2 vezes por mês. Um dos cuidados mais importantes a ter é nunca espremer cravos ou espinhas, pois poderá provocar o agravamento do problema.

Cuidados a ter com a alimentação

Uma alimentação adequada é igualmente importante no tratamento para espinhas.

Uma dieta rica em açúcares e gorduras deve ser evitada, já que estes nutrientes promovem a produção de sebo nas glândulas sebáceas, aumentando assim as probabilidades de surgirem espinhas.

Dessa forma, deverá reduzir o consumo deste tipo de alimentos, investindo pelo contrário noutros, mais saudáveis e com propriedades importantes no combate às espinhas.

Assim, deverá reforçar a sua dieta com os seguintes alimentos:

legumes e frutos ricos em antioxidantes, pois ajudam a fortalecer o sistema imunitário e dessa forma, a combater a inflamação associada às espinhas;

alimentos ricos em ómega-3, como sementes de chia, nozes e peixes, já que promovem um maior controlo das inflamações nos folículos sebáceos;

alimentos ricos em zinco, como as sementes de girassol, ostras e frutos do mar, pois além de ajudarem a reduzir a produção de gordura na pele e a diminuir a inflamação, promovem ainda uma cicatrização mais rápida das espinhas.

beber pelo menos 1,5 litros de água por dia (nos homens, 1 litro por cada 30 kg de peso, e nas mulheres, 1 litro por cada 25 kg de peso), para deixar a pele sempre devidamente hidratada.

Geralmente, nos casos menos severos, a limpeza correta da pele e a adoção destes cuidados alimentares são o suficiente para tratar as espinhas.

Contudo, quando este tratamento não é suficiente, é então necessária a intervenção médica, como a adição de medicamentos prescritos pelo dermatologista.

Confira de seguida os medicamentos mais utilizados no tratamento para espinhas.

Medicamentos para Tratamento das espinhas

Existem diversos medicamentos utilizados no tratamento para espinhas. Um dos mais conhecidos é o Roacutan, mais adequado para acne severa.

Contudo, há outros, indicados para os diferentes graus de acne, e que lhe podem ser receitados pelo seu médico dermatologista, caso os cuidados anteriormente referidos não forem os suficientes para resolver o problema.

Confira os vários medicamentos mais comummente utilizados no tratamento para espinhas:

– ácido azeláico;

– adapaleno;

– antibióticos orais (como a tetraciclina, a azitromicina ou a limeciclina) e de uso tópico (como a clindamicina ou a eritromicina);

– peróxido de benzoíla;

– tretinoína.

Se for necessário recorrer ao tratamento com medicamentos, é importante depois fazer manutenção, de modo a evitar o aparecimento recorrente de espinhas e cravos.

Nos casos mais severos, poderá ser necessário realizar um tratamento a laser (laser co2 fracionado), de modo a eliminar cicatrizes e manchas causadas pela acne, bem como a aplicação de peelings, indicados para manchas e cicatrizes de acne.

Antes e depois do peeling profundo

peeling profundo para acne antes e depois

acne