Tratamento para Meningite

Publicado em 13/04/2011. Revisado por Drª Raquel Pires (Nutricionista - CRN-6 nº 23653) a 8 dezembro 2018

O tratamento da meningite é determinado pelo tipo de meningite e pelo organismo que causou a doença.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

A meningite viral normalmente requer apenas cuidados paliativos que podem incluir descanso na cama, ingestão de líquidos para prevenir desidratação e analgésicos para reduzir a febre e dores.

A meningite causada por herpesviridae pode ser tratada utilizando medicação antiviral. Os efeitos secundários destas medicações incluem náusea, vómitos e dores de cabeça.

Quando se suspeita de meningite bacteriana, aplica-se imediatamente um tratamento antibiótico via intravenosa no hospital para prevenir complicações e estragos a nível neurológico.

Doentes em estado avançado e grave são tratados imediatamente com uma combinação de antibióticos.

A anfotericina B e fluconazol têm sucesso contra a maior parte dos fungos causadores de doença e são os escolhidos no tratamento de meningite fúngica.

Os efeitos secundários possíveis incluem náusea, vómitos, diarreia, dores de cabeça, irritações na pele e dores abdominais.Anfotericina administrada por via intravenosa pode produzir os mesmos efeitos secundários, além de arrepios e febre, batimento cardíaco mais lento, baixa pressão arterial, dores corporais e perda de peso.

Publicidade

A meningite parasitária é normalmente tratada com um derivado de benzimidazol ou outro agente vermicida.

As complicações que podem desenvolver-se também deverão ser tratadas. Corticosteroides podem ser administrados para reduzir o risco de perda de audição.

O aumento de pressão intracraniana pode ser reduzido com diuréticos e um desvio cirurgicamente implantado pode drenar o excesso de fluídos.

Publicidade
Saiba mais sobre:
Autores
Drª Raquel Pires (Nutricionista - CRN-6 nº 23653)

Nutricionista Clínica - CRN-6 nº 23653

A Drª Raquel Pires é Nutricionista, Health Coach e Personal Diet, com grande experiência em atendimento em consultório e Idealizadora do Projeto ESD (Emagrecimento sem Dor).

Formação Acadêmica

- Graduada pela Universidade Santa Úrsula. - Pós Graduada em Nutrição Clínica. - Pós Graduada em Prescrição de Fitoterápicos e suplementação Nutricional Clínica e Esportiva. - Pós Graduada em Nutrição Aplicada ao Emagrecimento e Estética.

Também pode encontrar a Drª Raquel no Linkedin, Facebook e Youtube

Marcação de consultas 88-99685-0858

Publicidade

Tratamento para Meningite