Tratamento para Queda de Cabelo a Laser Frio

Revisado por Equipe Editorial a 13 janeiro 2018 - Publicado a 30 de setembro de 2012

Tratamento para Queda de Cabelo a Laser Frio

O laser frio representa uma revolucionária técnica não-cirúrgica de tratamento capilar na restauração da queda de cabelo, que já muitos e bons resultados tem vindo apresentar no decorrer dos últimos tempos, e poderá, no futuro, vir a assumir-se como uma das mais importantes e eficazes técnicas de combate à calvície a serem encontradas no mercado.

Hairmax Antes e Depois

O tratamento pode ser feito numa clínica com equipamentos especializados para o efeito, ou através de um hand-held “pente”, que geralmente é comercializado com o intuito de ser utilizado em casa (como o exemplo do  HairMax Laser Comb).

Na segunda opção, e apesar das questões de segurança que um dispositivo deste tipo possa levantar, a verdade é que até agora não têm vindo a ser apontados quaisquer tipos de razões para preocupação, sendo aceitável dizer-se que, quando bem utilizado, este é um dispositivo que se poderá revelar totalmente seguro.

Para além do uso caseiro, existem, também, dispositivos semelhantes que são utilizados em clínicas de restauração capilar.

 Dispositivo HairMax Laser Comb

A luz deste laser não é recomendada para o tratamento de todas as causas de perda de cabelo. Geralmente, indica-se apenas para casos onde a causa da queda de cabelo seja hereditária.

Caso as causas sejam questionáveis, é importante o paciente não recorrer à utilização deste dispositivo, na medida em que o mesmo poderá acabar por não surtir todos os efeitos que seriam desejados.

Para saber se está ou não qualificado para a utilização do laser frio, é importante que consulte um especialista da área capilar, de forma a que a sua situação seja cuidadosamente avaliada, e assim se possa determinar se deve ou não sujeitar-se a este tipo de tratamento.

A utilização de lasers para fins médicos já não é novidade nenhuma, na medida em que há já muitos anos que têm vindo a ser utilizados no tratamento dos mais diversos problemas de saúde.

No entanto, a utilização da tecnologia laser no auxilio ao tratamento da queda de cabelo é uma técnica relativamente recente, mas parece oferecer já resultados verdadeiramente surpreendentes.

Esta técnica é chamada de “laser frio” pelo simples facto de que, ao contrário dos lasers utilizados para cortes e remodelação, a luz não aquece o tecido corporal, sendo, em vez disso, absorvida pelo mesmo.

A razão pela qual a luz do laser é absorvida pelas moléculas dos folículos dos cabelos deve-se ao facto de só assim ser possível fazer com que ocorra uma reacção fotobiológica.

A primeira indicação de que isto poderia auxiliar no combate à queda de cabelo deu-se através de uma observação acidental em ratos de laboratório, no ano de 1967, onde se verificou que a acção do laser poderia estimular o crescimento do cabelo.

Investigações posteriores demonstraram que o laser vermelho visível é absorvido por uma enzima intracelular (citocromo C).

As reacções fotobiológicas estimuladas no citrocomo C enviam sinais ao longo das células do folículo piloso, estimulando assim os níveis de actividade genética.

O laser de baixa potência não estimula o crescimento do cabelo em todos. Se as moléculas intracelulares se revelarem incapazes de absorver a luz laser, haverá a possibilidade da estimulação do crescimento do cabelo não ocorrer da forma desejada.

Segundo experiências, a estimulação do crescimento do cabelo através da utilização de laser de baixa potência surtirá melhores resultados em casos onde a queda de cabelo ainda é muito moderada, não sendo particularmente indicado em casos de perdas de cabelo muito intensas e de longa data.

Segundo especialistas de restauração capilar, o laser de baixa potência não deverá ser utilizado como solução única de tratamento, mas sim como complemento a outras terapias médicas de combate à calvice, como é o caso do minoxidil e da finasterida (Ler: Tratamentos para Calvície). Segundo relatórios médicos, este laser, não só poderá diminuir a queda de cabelo, como também como também reduzir a inflamação após um transplante capilar.

Assim como ocorre na maioria dos restantes tratamentos médicos contra a queda de cabelo, a utilização deste laser não deverá ser feita a através de uma única sessão, mas sim continuamente, ao longo de diversos meses.

Apesar da eficácia deste laser, o implante capilar continua a ser a única alternativa permanente no tratamento da queda de cabelo.