Tratamento para verrugas genitais: Pomadas, laser, eletrocautério + 3 opções

O tratamento para verrugas genitais pode ser feito com a administração de cremes tópicos como as sinecatequinas (cremes elaborados à base de extrato de chá verde, normalmente usados para controlar as verrugas genitais externas e anais). O Imiquimod é outro exemplo. Trata-se de uma pomada usada não só no tratamento de verrugas, como em alguns tipos de câncer de pele.

Depois existem outras soluções como a Crioterapia (terapia que usa nitrogênio líquido para congelar as verrugas), uma solução rápida e eficaz em alguns casos; a Eletrodissecação ou eletrocautério (procedimento em que o cirurgião queima as lesões com a ajuda de um dispositivo a corrente elétrica); e a Cirurgia a laser, em que o cirurgião usa um equipamento a luz laser para queimar o tecido da verruga.

Este guia educativo do Educar Saúde foi desenvolvido com o objetivo de esclarecer as dúvidas mais comuns sobre o tratamento de verrugas genitais em homens e mulheres e o que fazer em casa para acelerar o processo de cura.

O que são? As verrugas genitais são tumores moles que ocorrem nos genitais. Em medicina recebem a designação de condiloma acuminado, e são chamadas popularmente de “crista de galo”. Tratam-se de lesões causadas pelo papiloma vírus humano (HPV) e podem surgir em homens e mulheres, como consequência de relações sexuais desprotegidas. Perceba quando o HPV tem cura.

Quais são os principais locais onde ocorrem? De uma forma geral, nos homens, surgem na glande do pênis e no ânus. Já nas mulheres podem ocorrer na vulva, na vagina, no ânus e no colo do útero.

O que fazer? O tratamento pode ser feito por meio de medicamentos tópicos administrados por ginecologistas, urologistas ou dermatologistas. Normalmente são notadas melhorias algumas semanas após o uso. No entanto, existem casos que necessitam de maiores períodos de tratamento, e outros que podem até mesmo evoluir para um câncer. Saiba mais sobre as características destas lesões e os possíveis tratamentos.

Tratamentos Para Verrugas Genitais

Características

O surgimento da verruga genital é caracterizado como uma lesão clínica, podendo ser encontrada sozinha ou em grupo (de forma múltipla). O tamanho da lesão pode apresentar diferentes proporções, e ocorre tanto em forma achatada quanto papulosa (de formato elevado e rígido). Geralmente são acompanhadas de coceira na região.

Tratamento para verrugas genitais femininas

O tratamento nestes casos deverá ser orientado e acompanhado por ginecologistas e dermatologistas. A região afetada geralmente é tratada com pomadas específicas para o combate de verrugas, como o Imiquimod, Sinecatequinas, Podofilina, Podofilox ou ácido tricloroacético.

É importante serem tomados alguns cuidados durante o tratamento – como não aplicar os medicamentos tópicos em regiões que não apresentam verrugas, já que isso pode irritar o tecido saudável, causando ardor e vermelhidão. É importante aplicar o creme indicado apenas na verruga.

Outras medidas que ajudam na eficácia do tratamento: Evitar a depilação na região, por exemplo, impede que feridas causadas pela lâmina irritem a pele da paciente. Usar roupas íntimas de algodão e calças largas são atitudes positivas que facilitam a respiração da pele e evitam o acúmulo de umidade. Nestas alturas é importante a mulher privar-se de banhos de piscina e saunas durante o tratamento, já que calor e umidade propiciam o crescimento das verrugas.

Quando as verrugas não desaparecerem após o tratamento tópico pode ser necessária uma pequena cirurgia para removê-las. Algumas opções incluem:

  • eletrocautério (procedimento que queima as lesões através da aplicação de correntes elétricas);
  • criocirurgia (congelamento das lesões);
  • remoção a laser;
  • excisão ou corte;
  • injeção de interferon.

Como tratar verrugas genitais masculinas

No caso dos homens, o tratamento geralmente é conduzido por médicos urologistas e dermatologistas. Consiste, de forma geral, na aplicação de cremes e pomadas específicas para as verrugas presentes nas regiões afetadas. O aparecimento das lesões pode-se estender não somente ao pênis, mas também ao ânus, virilha e bolsa testicular.

É importante o homem consultar o urologista ou dermatologista sempre que for notado algum tipo de lesão na região genital. Após o diagnóstico, é importante que todos os parceiros sexuais sejam avisados para que também procurem ajuda médica imediata. Esta atitude é essencial para combater a transmissão da doença.

Quando as verrugas não apresentam sinais de melhorias após a administração de pomadas, podem ser necessários outros procedimentos, que podem incluir:

  • eletrocautério;
  • criocirurgia;
  • remoção a laser;
  • excisão ou corte;
  • injeção de interferon.

Entenda como é feito o tratamento para HPV no homem.

Pacientes com imunodeficiência

As pessoas com imunodeficiência, ou seja, incapacidade do sistema imunológico de defender o corpo de agentes infecciosos, seguem as mesmas recomendações de tratamentos que os pacientes comuns. A diferença, neste caso, é que o acompanhamento deve ser mais atento, pois o próprio tratamento tópico usado pode piorar o estado das verrugas.

Tratamento Caseiro

Podem ser realizados banhos de assento para estimular o sistema imunológico do paciente e combater o vírus de forma mais eficiente. Para isso, basta mergulhar o pênis ou vagina em uma mistura de água morna e vinagre. Para o alívio da dor podem ser realizados banhos de manjerona ou hamamélis, ambas plantas medicinais com propriedades analgésicas. Para reduzir o ardor provocado pelas lesões podem ser usadas compressas de chá de camomila.

É importante ser adotada uma dieta capaz de fortalecer o sistema imunológico. As frutas cítricas, ricas em vitamina C, como laranja, acerola e tomate, são ótimos antioxidantes e aumentam as defesas do organismo. Os vegetais escuros, como brócolis e espinafre possuem alta concentração de ácido fólico, que aumenta os níveis de glóbulos brancos, responsáveis pela proteção do corpo.

A pimenta também pode ser uma aliada, já que é uma fonte de betacaroteno, substância que uma vez no corpo irá se transformar em vitamina A, também responsável pela defesa do corpo.

Nota: É importante lembrar que os tratamentos caseiros não devem ser usados como forma principal de combate ao problema, e sim, apenas como um complemento de auxilio ao tratamento convencional. Conheça outros remédios caseiros para verruga genital.

Sinais de melhora e piora

O principal sinal de melhora da condição é a redução do tamanho das verrugas até se apresentarem planas e, consequentemente, caírem. Com isso, devem aliviar alguns sintomas causados pelas lesões, como o alívio da dor e a cicatrização completa das feridas. Para que a melhora seja rápida, é essencial que o indivíduo siga corretamente o tratamento proposto pelo médico.

O crescimento das verrugas genitais e a sua multiplicação, por outro lado, mostram uma piora do caso. Quando isso acontece é preciso consultar o médico para se perceber o motivo de o tratamento não estar funcionando e procurar por outras opções mais invasivas, como as citadas anteriormente: Crioterapia, Eletrodissecação e, Cirurgia a laser.

Complicações provocadas pelas verrugas genitais

A principal característica após uma complicação deste episódio é o aumento da verruga. Isso pode ser sinal de que o tratamento não está sendo eficaz, ou, não está sendo seguido corretamente pelo paciente. Além de se espalhar pela região genital, a transmissão do vírus torna-se mais propensa. Em casos severos da doença, as verrugas podem se transformar em câncer, o que exigirá outro tipo de tratamentos.

É possível prevenir o crescimento das lesões nos genitais?

A prevenção do vírus HPV é uma das formas de prevenir o aparecimento das verrugas genitais. No entanto, entenda que o uso de preservativos nas relações não garante uma defesa por completo do HPV, justamente por algumas das lesões não serem cobertas pela camisinha. Neste caso, o preservativo feminino mostra-se mais eficaz na prevenção da doença. É importante que sejam realizados exames periódicos e, no caso de casais, os testes devem ser realizados em conjunto.

Vacina contra HPV

A vacinação contra o vírus da HPV, causador das verrugas genitais, também é um método eficaz de prevenção. A vacina é distribuída gratuitamente pelo SUS para algumas pessoas:

– Meninas entre 9 e 14 anos
– Meninos entre 11 e 14 anos
– Pessoas com HIV entre 9 a 26 anos
– Pessoas transplantadas entre 9 e 26 anos

Existem dois tipos de vacina contra HPV. A bivalente, que combate os tipos 16 e 18 da doença, e a quadrivalente, responsável por combater os tipos 6, 11, 16 e 18. É necessário tomar duas doses da vacina para proteção contra o vírus. A vacinação é extremamente importante como método preventivo, já que não funciona como forma tratamento, ou seja, ela não irá combater o vírus quando o paciente já estiver contaminado.

EXPLORE:

Referências
A informação foi útil? Sim / Não

Ajude-nos a melhorar a informação do Educar Saúde.

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
     

Tratamento para verrugas genita…