Como tratar a dor no joelho

Revisado por Equipe Editorial a 24 outubro 2018 - Publicado a 13 de maio de 2015

Costuma sofrer dores nos joelhos? Habituais em pessoas já com alguma idade, mas também bastante comuns em indivíduos com excesso de peso ou que façam desportos mais intensos, como o futebol, as dores no joelho são um sintoma de algum problema com este osso ou com as articulações dessa região.

Como tratar a dor no joelho

Neste artigo poderá conhecer melhor as principais causas da dor no joelho, como tratar em casa, e ainda, quando é que deve procurar um médico.

Causas da dor no joelho

Como referimos em cima a dor no joelho não é o problema, mas sim, um sintoma de que algo está errado. Existem muitas razões para o surgimento da dor no joelho, das quais destacamos aquelas que consideramos as quatro principais. Confira de seguida as mais causas mais comuns para a dor no joelho:

– Uma das mais habituais é a dor que surge nos dias mais frios, muito comum em idosos. Esta está associada à existência de artrite nas suas articulações, sendo que esta dor ocorre mais frequentemente logo de manhã.

– O aparecimento de dor no joelho na região interna pode ser causado por uma pancada na sua lateral, originando uma entorse do joelho.

– Uma dor na zona de trás do joelho pode ser resultado de um cisto de Baker (pequeno inchaço que surge atrás do joelho).

– Dor no joelho após exercícios como bicicleta, corrida ou saltos pode ser sinal de tendinite ou estiramento dos ligamentos.

Como tratar a dor no joelho em casa

Na maior parte dos casos, a dor no joelho não é grave, podendo ser tratada em casa. Aplicação de gelo, utilização de uma faixa elástica, alguns cuidados para não sobrecarregar essa região, são algumas das medidas que podem auxiliar a tratar a dor no joelho em casa, ou então, ajudar a minimizar o problema enquanto espera pela consulta médica. Descubra de seguida o que fazer para tratar o joelho em casa e algumas dicas bem úteis para não agravar ao problema. Confira.

O gelo é essencial no tratamento da dor no joelho, pois ajuda a reduzir a inflamação. Assim, pode aplicar uma bolsa de gelo ou um saco de ervilhas congeladas, duas vezes ao dia, durante aproximadamente 15 minutos. Este cuidado é especialmente útil quando os joelhos apresentam vermelhidão, ardor ou inchaço. Mas atenção, não se esqueça que deve colocar uma folha de tecido fino entre o gelo e a pele, para não provocar queimaduras.

Durante esta fase deve optar por sapatos confortáveis, que permitam um bom apoio ao pé, de modo a não sobrecarregar o joelho e as suas articulações. No caso das mulheres, se usar saltos, deve optar pelo salto Anabela ou tipo cunha com uma altura máxima de 2,5 cm. A sola deve ser de borracha. Evite sapatos de saltos altos.

Outro cuidado fundamental para tratar a dor no joelho é o repouso. Enquanto a dor persistir, deve evitar fazer esforços e caminhar. Durante o seu descanso deve deitar-se num sofá ou numa cama, e apoiar os pés em algo elevado, como o braço do sofá. Além disso, deve colocar uma almofada debaixo dos joelhos, pois isso ajudará a reduzir o inchaço e a respetiva dor.

Além destes cuidados, há ainda dicas importantes que deve seguir de modo a minimizar a dor e evitar o seu agravamento. Estas incluem não correr ou saltar enquanto existir algum resquício de dor no joelho, e aplicar uma pomada anti-inflamatória ou tomar um analgésico durante o tratamento.

Quando procurar um médico

O tratamento caseiro para a dor no joelho é suficiente na maioria das situações. Contudo, há outros casos onde os cuidados anteriores não conseguem reduzir a dor, e como tal, é importante procurar aconselhamento médico.

Por exemplo, problemas mais graves como a osteoartrite, rompimento de ligamentos, cisto de Baker, entre outros, são a origem da dor no joelho, necessitando de outro tipo de tratamento e de um diagnóstico específico, através de exames como uma tomografia computorizada ou um raio-X. Confira de seguida quando é que deve consultar o seu médico ou um ortopedista:

  • dor muito forte ao realizar algumas atividades comuns do dia-a-dia, como caminhar, subir escadas, passar a roupa, levar um bebé ou uma criança ao colo, etc.;
  • após três dias de aplicação de compressas geladas e repouso, a dor mantém-se;
  • o joelho está deformado;
  • aparecimento de mais sintomas, como formigamento ou febre;
  • o joelho faz sons ao se movimentar;
  • não consegue dobrar o joelho.

Caso alguma destas situações se aplicar a si, deve consultar um médico, preferencialmente ortopedista, que irá assim pedir exames como uma ressonância magnética ou um raio-X para descobrir qual a origem da dor. Só depois de confirmar a causa da dor no joelho é que o médico irá definir o tratamento mais adequado.

Tratamento para a dor no joelho

Nos casos em que a dor no joelho tem uma causa por detrás para a qual o tratamento caseiro não é suficiente, o médico ortopedista irá definir um tratamento específico que o ajudará a ultrapassar o problema. Dependendo da sua origem, o tratamento para a dor no joelho pode consistir em:

  • aplicação de anti-inflamatórios, como o Ibuprofeno ou o Diclofenaco, receitados pelo médico;
  • fisioterapia, onde poderão ser usados vários tratamentos em conjunto;
  • substituição de partes danificadas do joelho através de cirurgia.

A prescrição de um tratamento específico não descarta os cuidados a ter em casa que apresentamos em cima. A aplicação de compressas geladas, os cuidados com o repouso e com o calçado, e o evitar esforços que possam agravar o problema, são tudo medidas que deve continuar durante o tratamento médico.