Trauma Cervical (Traumatismo Cervical)

Revisado por Equipe Editorial a 30 agosto 2018

O trauma cervical ou traumatismo cervical é o efeito no pescoço após uma paragem repentina no decurso de um movimento para a frente, por exemplo num acidente de automóvel.

A cabeça de um adulto pesa tanto como uma bola de bowling (cerca de 3.5 kg ou 8 libras).

Numa paragem súbita, a cabeça é projectada violentamente para a frente, colocando uma breve mas forte tensão no pescoço, o que faz distender os músculos e ligamentos no pescoço.

Imediatamente segue-se um movimento reflexo de contracção dos músculos distendidos, pelo que a cabeça se movimenta bruscamente na direcção oposta.

Causas do traumatismo cervical

A causa mais comum é um acidente de automóvel ou de motociclo. Se a pessoa utiliza um capacete pesado, os efeitos podem ser de maiores proporções.

O impacto pode ser proveniente de movimentos de qualquer direcção.

Sinais e sintomas de traumatismo cervical

Nos sintomas habituais incluem-se:

  1. Dor persistente no pescoço e rigidez durante várias semanas e, por vezes durante mais tempo talvez um ano ou dois.
  2. Dor de cabeça
  3. Vertigens
  4. Entorpecimento ou uma sensação de picadelas nos braços

Diagnóstico

Uma descrição da lesão e dos sintomas normalmente é suficiente para efectuar o diagnóstico. O exame pode revelar movimentos restritos do pescoço e espasmos musculares.

O raio X é um meio auxiliar de diagnóstico, mas pode ser realizado para despistar uma possível lesão dos ossos e das articulações.

Prevenção e Cuidados a ter

Os apoios da cabeça nos carros ajudam a restringir alguns dos movimentos da cabeça num acidente, mas é difícil evitar o movimento para a frente numa colisão frontal.

Riscos e Complicações

Os ligamentos levam muito tempo a recompor-se e o tempo de duração total de persistência dos sintomas, por vezes, é problemático.

A dor e a rigidez subsequentes podem interferir fortemente na qualidade de vida e, os casos graves de traumatismo cervical podem apresentar-se mais complexos devido a depressão que, consequentemente, necessita de tratamento apropriado.

O trauma cervical é um factor comum nas queixas de lesões físicas em consequência de acidentes de carro.

Tratamento para traumatismo cervical

Os espasmos dos músculos do pescoço provocam dores que, por sua vez, desencadeiam mais espasmos, dor e rigidez. Este ciclo vicioso pode ser quebrado com doses suficientes e regulares de analgésicos e anti-inflamatórios.

Aqueles, ministrados em conjunto com fisioterapia e exercícios do pescoço prescritos por um profissional, podem ajudar a diminuir o tempo de recuperação das funções normais do pescoço.

Referências

1 https://www.ncbi.nlm.nih.gov/
2 https://www.ncbi.nlm.nih.gov/
3 http://www.radiologyassistant.nl/
4 https://www.minhavida.com.br/