Urticária ao Frio: o que é e quais são os sintomas da alergia

A urticária ao frio é uma reação na pele causada pelo frio, que ocorre minutos depois de ter sido exposta a baixas temperaturas. Vermelhidão, inflamação e coceira na pele são alguns dos sinais que podem alertar o indivíduo de que pode estar sofrendo de uma urticária induzida pelo frio. As baixas temperaturas, o consumo de alimentos congelados e a ingestão de bebidas muito frias são 3 gatilhos que podem causar os sintomas descritos, nas partes mais expostas do corpo ou até mesmo afetar todo o corpo.

Urticária Ao Frio

O que é a urticária ao frio e quais são os sintomas?

É uma condição da pele que ocorre principalmente em jovens e crianças após o contato com o frio intenso, seja o vento na rua ou submergindo o braço em água fria. As mãos e o rosto são geralmente os mais afetados pela urticária, embora a alergia possa ser extendida a outros locais se o paciente sofrer uma reação maior.

Os sintomas que podem ocorrer incluem:

  • Feridas temporárias avermelhadas que causam prurido (urticária) em áreas da pele que foram expostas ao frio
  • Agravamento da reação à medida que a pele aquece
  • Inchaço das mãos ao agarrar objetos frios
  • Inchaço dos lábios ao consumir alimentos e bebidas frias

Em situações mais graves, podem ocorrer os seguintes sintomas:

  • Dor abdominal
  • Dificuldade ao engolir ou respire (devido ao inchaço da língua e garganta)
  • Uma reação em todo o corpo (anafilaxia), que pode causar desmaios, aceleração do coração, inchaço nas extremidades ou torso e choque
  • Perdas de conhecimento.

Em algumas pessoas com a condição, o simples ato de nadar em água fria pode causar pressão arterial muito baixa, desmaio ou choque.

Os sintomas da urticária ao frio iniciam imediatamente após a pele ser exposta a uma baixa repentina da temperatura ambiente ou á água fria. O tempo úmido e ventoso pode agravar os sintomas do episódio, que pode durar cerca de duas horas.

As reações mais graves geralmente ocorrem após a exposição total da pele ao frio, como por exemplo nadar em água fria, reação que em alguns casos pode levar á perda de consciência e afogamento.

Tipos de urticária ao frio e suas causas

Não se conhece exatamente a causa da urticária ao frio. Alguns pacientes parecem ter células da pele mais sensíveis, ou por traços hereditários, ou devido a um vírus ou doença. A forma mais frequente da condição é ativada pelo frio, que provoca a ativação dos mastócitos e a subsequente liberação de histamina e outras substâncias químicas na corrente sanguínea, causando vermelhidão, coceira e, às vezes, uma reação sistêmica (em todo o corpo).

Diferenciam-se dois tipos de urticária:

Primária: Este é o mais frequente. Não se conhece a sua causa principal, mas parece para estar relacionada á administração de alguns medicamentos, distúrbios da tireóide e outras doenças, principalmente do tipo infeccioso que tenham causado complicações no paciente anteriormente, como rubéola, mononucleose … Nestes casos, os sintomas geralmente desaparecem após seis anos.

Secundária: Em pacientes com este tipo de urticária são detectadas imunoglobulinas no sangue que reagem ao frio, e parece estar relacionada a doenças mais graves. Há também um número de pacientes com antecedentes familiares que apresentam os síntomas desde ca infância.

É importante ter em mente que a erupção cutânea também pode estar relacionada a outras doenças da pele, como:

Outras condições associadas à urticária ao frio secundária incluem:

  • Crioglobulinemia
  • Leucemia linfocítica crônica
  • Linfossarcoma
  • Varicela
  • Sífilis
  • Hepatite viral
  • Mononucleose infecciosa (febre glandular)  e outras infecções virais respiratórias.

Fatores de risco

As probabilidades de desenvolver a reação aumentam em:

  • Adultos jovens: A alergia ao frio é mais observada em adultos jovens.
  • Presença de uma condição não diagnosticada: Embora sejam raros os casos, a reação por vezes ocorre devido a um problema de saúde não diagnosticado, como hepatite ou câncer.
  • Traços hereditários: Por vezes a urticária ao frio é hereditária. Este tipo geralmente provoca erupções dolorosas e sintomas semelhantes aos da gripe após a exposição ao frio.

Teste Do Cubo De Gelo

Teste do cubo de gelo como método diagnóstico

É um teste de provocação a frio com o objetivo de medir a reação da pele. Para realizar o teste o médico usa um cubo de gelo com o qual toca o antebraço do paciente durante cinco segundos. Nos dez segundos seguintes, a área é deixada em repouso, afastando o cubo para detectar a vermelhidão e a inflamação que ocorrem. O teste é repetido tantas vezes quantas as necessárias e a duração da prova pode variar até se descobrir a reação concreta sofrida pelo paciente.

Em alguns casos podem ser recomendados pelo médico exames complementares, como o hemograma, para descartar outras condições.

Como é feito o tratamento da urticária ao frio?

Na realidade, o tratamento não vai muito além dos anti-histamínicos típicos, mas sim, algumas precauções que podem ser tomadas em casa e no exterior para controlar os sintomas e evitá-los, tanto quanto possível. Regra geral, o paciente é aconselhado a:

  • Usar luvas e outras peças de vestuário que protegem do frio;
  • Não praticar esportes a baixas temperaturas;
  • Não consumir bebidas ou alimentos frios. Evite bebidas e alimentos congelados para evitar o inchaço da garganta;
  • Evitar banhos com água gelada. Proteja a pele contra mudanças bruscas ou repentinas de temperatura. Se você for nadar, primeiro mergulhe a mão na água e veja se ocorre alguma reação na pele;
  • Tomar os medicamentos como prescrito pelo médico.
  • Se o médico prescrever um autoinjetor de Adrenalina (epinefrina) (EpiPen, Auvi-Q ou outro), leve-o sempre consigo para evitar reações graves no caso de ser neecessário;

Em casos graves por vezes é indicado o uso de adrenalina ou corticosteróides.

Em reações mais leves, pode fazer-se uso de anti-histamínicos: Sempre que souber que será exposto ao frio, tome um anti-histamínico de antemão para evitar o evento. Alguns exemplos de anti-histamínicos que não causam sonolência incluem: loratadina (Claritin), cetirizina (Zyrtec) e desloratadina (Clarinex).

Omalizumab (Xolair): Este medicamento, que geralmente é prescrito para tratar a asma, tem sido usado com sucesso para tratar pessoas com urticária ao frio que não responderam a outros medicamentos.

No entanto, é muito importante saber o que causa o problema de pele, porque só assim é possível iniciar a sua prevenção. Na verdade, existem inúmeros fatores que podem causar urticária e outras reações de pele que podem ser confundidas com esta reação ao frio, sendo essencial obter o diagnóstico correto para encontrar a melhor solução.

Portanto, antes de qualquer suspeita ou após o surgimento dos sintomas mencionados, é importante procurar ajuda profissional que identifique o problema e aplique o tratamento indicado para a condição do paciente.

VOLTAR PARA »

Referências
  • Mayo Clinic – Diagnosis & treatment
    https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/cold-urticaria/diagnosis-treatment/drc-20371051
  • Mayo Clinic – Symptoms & causes
    https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/cold-urticaria/symptoms-causes/syc-20371046
  • Cold urticaria | Genetic and Rare Diseases Information Center
    https://rarediseases.info.nih.gov/diseases/6131/cold-urticaria
  • Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia (PDF)
    https://www.spaic.pt/client_files/rpia_artigos/urticaria-ao-frio:-uma-realidade-em-caracterizacao.pdf
  • DermNet NZ
    https://www.dermnetnz.org/topics/cold-urticaria/
A informação foi útil? Sim / Não

Ajude-nos a melhorar a informação do Educar Saúde.

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.

Urticária ao Frio: o que é e …