-->Vagina Após o Parto: Como ela fica? Descubra o Que Realmente Acontece Com a Sua Vagina - Educar Saúde

Como fica a vagina depois do parto? Descubra o Que Realmente Acontece

Publicado em 01/09/2017. Revisado por Drª Camille Rocha Risegato (Ginecologista e Obstetra - CRM SP-119093) a 1 março 2019

Questionando-se sobre a forma como a sua vagina alguma vez irá recuperar do parto? Descubra exatamente o que pode esperar, após o nascimento do seu bebê. Saiba se a sua vagina vai recuperar o tamanho original que tinha antes de realizar o parto vaginal (e se você ou seu parceiro notarão diferenças).

Vagina Após O Parto Antes E Depois 2

Enquanto aguarda ansiosamente pelo nascimento do bebê e observa sua barriga crescendo, é normal que comece a imaginar a forma como o nascimento desse bebê de vários quilos afetará a sua vagina, após o parto.

Será a vagina realmente capaz de esticar o suficiente para acomodar a cabeça do bebê durante o nascimento?

O períneo (tecido entre o introito vaginal – também conhecido como abertura vaginal – e o ânus) esticará (vai alargar) ou rasgará por ele próprio?

Ou será que o seu médico julgará necessário realizar uma episiotomia (incisão no períneo para permitir que o bebê saia – não se preocupe, hoje em dia é muito raro fazê-la)?

E quanto tempo será necessário para que a vagina fique curada e novamente apertada, após o parto?

Da mesma forma que todos os partos e trabalhos de parto são diferentes, também todas as mulheres o são. Portanto, é importante saber o que esperar e o que deve fazer para tudo correr bem.

De que forma a vagina é feita para suportar o nascimento do bebê?

Pezinhos Do Bebê

Embora seja difícil de imaginar, o bebê pode realmente atravessar o canal de parto e sair da abertura vaginal. O corpo da mulher é feito para que isso aconteça! Na verdade, ele vai-se preparando para esse momento desde o início da gravidez, ao liberar as seguintes hormonas gestacionais:

Estrogênios: aumentam o fluxo sanguíneo para as pregas da vagina, de modo a que este tecido conjuntivo elástico seja mais capaz de se expandir e de se esticar durante o parto, enquanto você empurra.

Relaxina: ajuda o seu corpo a relaxar e a descontrair os ligamentos e as articulações da sua pélvis para que ela se possa expandir e criar espaço para o seu bebê fazer a sua grande entrada.

A Dilatação da vagina durante o nascimento

A dilatação vaginal que a mulher experimenta depende de muitas variáveis, incluindo:

  • O tamanho do bebê
  • A genética
  • Se a mulher fez ou não exercícios para o assoalho pélvico durante a gravidez, para tonificar esses músculos antes do parto
  • As circunstâncias do nascimento (quanto tempo a gestante fez força e se foram utilizadas pinças ou vácuo)
  • Quantos partos a mulher já teve anteriormente (sugere o quão tonificada ou previamente esticada a abertura vaginal se encontra – Normalmente cada nascimento, provavelmente alargará a vagina nem que seja apenas um pouco).

» Conheça as Verdades e Mitos sobre os Cremes que Afirmam Apertar a Vagina

O que acontece se a mulher tiver um parto vaginal e o períneo não rasgar?

Nestas situações é normal a mulher esperar algumas dores e desconforto, imediatamente após o parto, porque, apesar do períneo ter permanecido intacto (sem necessidade de episiotomia) durante a saída do bebê, a região foi bastante esticada e machucada.

A maioria das mulheres tende a sentir algum desconforto vaginal ligeiro ou moderado, durante cerca de três a cinco semanas após o parto.

A dor poderá piorar quando a mulher tosse ou espirra. Também poderá sentir dor ao sentar, durante alguns dias – mas é de esperar que o desconforto se dissipe a cada dia que passa.

O que acontece se o períneo rasgar durante o parto ou se a gestante for submetida a uma episiotomia?

Neste caso a mulher irá sentir dores e experimentar uma sensação de queimadura, proveniente da laceração (que geralmente requer pontos). A ferida levará cerca de sete a dez dias para cicatrizar e pode ficar sensível durante várias semanas. Tente relaxar, se conseguir! Se os pontos curarem facilmente, a dor geralmente desaparece dentro de seis semanas.

O que acontece quando a mulher realiza um parto cirúrgico ou cesariana?

Quando a gestante não faz força antes do parto (como no caso de uma cesariana), geralmente não ocorre alargamento da vagina, após o nascimento.

Se, no entanto, a mulher fizer força antes da cesariana (secção-C), o bebê exercerá muita pressão sobre o períneo, colo do útero e toda a área vaginal. Nestas situações a vagina passa por uma grande tensão – principalmente quando a gestante consegue levar o bebê “perto de atingir a coroação” (estágio de expulsão fetal). Nestes casos poderá ocorrer algum alargamento e desconforto vaginal, após o parto.

Independentemente de como o nascimento tenha corrido, a mulher geralmente é aconselhada a evitar o sexo até 6 semanas após o parto. A mulher também deverá evitar o uso de tampões (ou qualquer outro objeto estranho), até realizar a consulta das seis semanas pós-parto, para evitar infecções na vagina. Saiba mais sobre Infecção Vaginal (Candidíase) Durante a Gravidez: Causas e Tratamentos.

A vagina voltará a ficar igual, apertadinha?

Cicatrização Da Vagina Após Um Parto Vaginal

A pergunta para um milhão de reais que todas as mulheres querem ver respondida: “Será que a minha vagina ficará igual após o parto, ou fica larga e frouxa?”. Embora não seja exatamente o que a mulher deseje ouvir nesta fase, a resposta é: não, o órgão nunca ficará como antes. Mas poderá ficar muito próxima do tamanho anterior!

Um dos pontos positivos da vagina é que ela não tem apenas elasticidade para se expandir, como também tem a capacidade de apertar novamente.

Dependendo do quanto foi esticada, a abertura vaginal pode regressar a um tamanho muito próximo da sua estrutura original, dando-lhe tempo suficiente para realizar alguns exercícios para fortalecer o assoalho pélvico e minimizar a frouxidão originada. Veja 11 Remédios Caseiros para Apertar a Vagina Larga e Flácida.

O parceiro notará a diferença?

A menos que a mulher sofra um trauma considerável durante o parto (tal como uma laceração de terceiro ou quarto grau da vagina externa), o parceiro geralmente não nota muita diferença. Na verdade, alguns casais após terem um filho, ficam ainda mais próximos, o que acaba por fazer com que apreciem mais o sexo.

O que posso fazer para manter a vagina apertada, após o nascimento?

Exercícios De Kegel Para Após O Parto

A melhor maneira de fazer a vagina recuperar do parto é começar a realizar exercícios para o assoalho pélvico (exercícios de Kegel) e massagens no períneo. durante a gravidez. Veja como é feita a massagem perineal.

O objetivo é manter os músculos da região tão tonificados e elásticos quanto possível, o que ajuda-rá a evitar a laceração, durante o parto – e certamente fará com que esses músculos recuperem mais facilmente, após o parto.

A realização de massagens no períneo no mês anterior à data prevista para o nascimento ajuda bastante.

Após o parto, é igualmente importante a mulher incluir novamento os exercícios de Kegel na sua rotina – assim que se sentir confortavelmente capaz – pois é a melhor forma da vagina recuperar a forma e tamanho pré-natal.

Os exercícios de Kegel fortalecem os músculos do assoalho pélvico, ajudam a prevenir e tratar a incontinência urinária pós-parto (um problema que afeta 1 a cada 3 mulheres, no período pós-parto) e tornam o sexo mais prazeroso.

Para obter bons resultados, tente praticar os exercícios de Kegel pelo menos cinco minutos por dia, três vezes ao dia, durante a gravidez e após o parto.

Se não tiver muito tempo disponível, faça-os simplesmente quando tiver uma oportunidade – enquanto está sentada a amamentar o bebê ou enquanto verifica o e-mail, por exemplo – eles são bem práticos! E o esforço valerá a pena.

Não importa as medidas que a mulher tome. A vagina foi feita para lidar com o parto e estar pronta e em atividade novamente!

Continuação » 11 Remédios Caseiros para Apertar a Vagina Larga e Frouxa

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Drª Camille Rocha Risegato (Ginecologista e Obstetra - CRM SP-119093)

Ginecologista e Obstetra - CRM SP-119093

Dra Camille Vitoria Rocha Risegato - CRM SP nº 119093 é formada há 14 anos pela Fundação Técnico Educacional Souza Marques, Rio de Janeiro.

Dra Camille mudou se para São Paulo onde realizou e concluiu residência médica em Ginecologia e Obstetrícia (RQE nº 25978) no Centro de Referência de Saúde da Mulher no Hospital Pérola Byington em 2007.

Em 2008 se especializou em Patologia do Trato Genital Inferior nesse mesmo serviço. Ainda fez curso de ultrassonografia em ginecologia e obstetrícia na Escola Cetrus.

Trabalha em setor público e privado, atendendo atualmente em seu consultório médico particular situado na Avenida Leoncio de Magalhães 1192, no bairro do jardim São Paulo, zona norte de São Paulo.

Também pode encontrar a Dra Camille no Linkedin, Facebook e Instagram

.