Varicocele: infertilidade e inchaço testicular + 2 sintomas, tratamentos e causas

Atualizado e Revisado por Dr Nilo Jorge Leão Barretto (Urologista - CRM-BA 22237) a 09/08/2019

O que é? Varicocele é uma condição urológica em que acontece a dilatação insuficiente e anormal das veias encontradas no testículo. Essa dilatação faz com que o fluxo de sangue seja bloqueado e não corra normalmente, causando um leve inchaço, na maioria das vezes, no testículo esquerdo. Basicamente, a varicocele pode ser comparada com a formação de uma variz dentro do escroto.

Pode ser caracterizada também como uma insuficiência na drenagem do sangue presente no testículo, já que as veias são responsáveis por levar o sangue de volta ao coração. Em alguns casos, a consequência mais grave desta falta de circulação sanguínea no testículo é o aumento da temperatura escrotal, o que compromete a qualidade dos espermatozóides e pode acarretar em infertilidade. Normalmente, uma intervenção cirúrgica é o suficiente para corrigir o fluxo sanguíneo, retomar a temperatura ideal e, consequentemente, devolver a fertilidade ao homem.

Este guia educativo tem o objetivo de alertar e informar o homem sobre alguns aspectos importantes da varicocele, suas complicações, sintomas de alerta, quando é preciso procurar ajuda médica e como é realizado o tratamento.

Varicocele, Infertilidade E Inchaço Testicular + 2 Sintomas, Tratamentos E Causas

Classificação

São observados três graus de varicocele. No primeiro grau a doença é praticamente imperceptível, podendo ser sentida apenas pelo toque quando existe aumento de pressão no abdômen. Essa pressão pode ser causada por tosse proposital ou soprando contra o próprio dedo, técnicas usadas também para o diagnóstico de hérnia. Já no segundo grau da condição, a varicocele apresenta tamanho médio e pode ser sentida independentemente da pressão abdominal. No terceiro e último grau, ela é facilmente percebida e visível.

Principais causas

Não existem causas específicas para o desenvolvimento de um quadro de varicocele, já que não se sabe exatamente o que causa a insuficiência das veias do testículo. No entanto, algumas hipóteses são levadas em consideração. A doença pode, por exemplo, ter relação com uma má formação congênita (existente desde o nascimento) das veias presentes no órgão sexual masculino.

Além disso, pode ocorrer em homens que apresentam problemas generalizados de varizes, o que mostra uma predisposição à doença.

Deve ser levado em conta também o fator hereditário, tendo em vista que são observados casos múltiplos de varicocele na mesma família.

Vale lembrar que essas causas são responsáveis pelo surgimento de varicocele principalmente ao longo da puberdade. Quando ela ocorre de forma repentina e na idade adulta, pode estar relacionada com tumores na região abdominal.

Apesar da causa exata das varicoceles ser desconhecida, acredita-se que ela se desenvolva a partir de um backup do fluxo sanguíneo venoso na veia espermática interna que causa o ingurgitamento venoso, que é clinicamente detectável durante o exame escrotal.

Principais fatores de risco

Como dito anteriormente, o principal fator de risco é a idade, geralmente entre os 15 e 25 anos, da puberdade até o fim da juventude. Existem estudos que colocam também como fator de risco o excesso de peso, embora isso não seja comprovado.

Sintomas

Por ser geralmente assintomática, a varicocele pode passar despercebida por muito tempo, principalmente porque o desconforto causada por ela pode ser muito leve, especialmente no início da doença. Com o decorrer do tempo ocorre o sintoma mais característico da condição, que é o inchaço moderado do testículo. O paciente por vezes descreve esse inchaço como uma “bolsa de vermes” se a varicocele for grande o suficiente.

Geralmente apresentam-se como protuberâncias moles acima do testículo, maioritariamente no lado esquerdo do escroto, embora também possam ocorrer no lado direito e bilaterais.

Outro sinal da doença é o aumento da dor, a sensação de peso no escroto, e o inchaço após longas caminhadas ou exercícios físicos de diferentes intensidades. Esses sintomas aliviam quando o homem está deitado, já que esta posição facilita a circulação do sangue.

Por último, dois dos sintomas mais graves da condição são os casos de infertilidade e atrofia testicular.

O que é atrofia testicular? Atrofia testicular é quando existe a diminuição de um dos testículos. Este episódio pode ou não ser acompanhado pela perda de funcionamento do órgão. Tem como principal sintoma a diferença visível do tamanho dos testículos, já que o testículo atrofiado será menor e menos rígido. Além da varicocele, casos de orquite (inflamação testicular) na infância e torção do testículo também podem causar atrofia.

Embora geralmente sejam indolores, as varicoceles são clinicamente significativas, já que são a causa mais comum identificada em análises ao sêmen para a baixa contagem de espermatozóides, diminuição da motilidade e morfologia anormal dos espermatozóides.

Varicocele x Impotência Sexual

Normalmente a varicocele não interfere no desempenho sexual do homem. Problemas de disfunção erétil relacionados à varicocele têm mais chance de existirem quando ela atinge ambos os testículos de forma intensa. Além disso, se não tratada, pode gerar atrofia testicular, que irá interferir nos níveis de testosterona e, consequentemente, causar impotência.

Quando é necessário procurar ajuda médica

Como a varicocele demora a apresentar sintomas, por vezes o homem demora algum tempo até notar o problema. No entanto, quando é sentido desconforto e inchaço do testículo, com mudanças da intensidade de dor ao longo do dia, é preciso buscar por ajuda médica. Além disso, é necessário também procurar por especialista caso exista suspeita de infertilidade.

Que médico devo procurar: O médico especialista no diagnóstico e tratamento da varicocele é o urologista. Antes dos exames para diagnosticar a doença serão levados em consideração pelo médico alguns aspectos. O paciente será questionado sobre os sintomas, assim como a intensidade e periodicidade dos sinais.

Como é feito o diagnóstico

O primeiro exame realizado pelo médico será o de toque no testículo, na procura de evidências características da varicocele. Este exame irá incluir as já citadas técnicas para aumentar a pressão abdominal, como tossir e soprar contra o próprio dedo para inchar as veias do testículo.

Após esta primeira etapa será necessário então realizar um exame de ultrassom no testículo, conhecido como Doppler, para poder confirmar a dificuldade da circulação de sangue e eliminar a possibilidade de outras possíveis doenças. Após ter sido diagnosticada a varicocele será solicitado um espermograma com o intuito de avaliar a fertilidade do paciente.

A varicocele tem cura?

Sim. Com os procedimentos indicados abaixo a quantidade de espermatozóides no esperma do homem irá voltar ao normal, devolvendo assim a sua fertilidade.

Convivendo/Prognóstico

Dpendendo do grau da varicocele, existem tratamentos específicos para as diferentes intensidades de dor que podem se manifestar no paciente.

Como é feito o tratamento

O tratamento para varicocele só é necessário em algumas situações. Caso o paciente sofra, por exemplo, com dores intensas causadas pela condição, pode ser necessário uma intervenção cirúrgica. Além disso, também é preciso optar pela cirurgia quando existe atrofia ou quando o espermograma constatada uma baixa contagem de espermatozóides ou infertilidade no homem.

São três os tipos de cirurgias para correção do problema. A primeira delas é a cirurgia aberta (varicocelectomia). É o procedimento mais simples, conta com anestesia geral e dura cerca de 45 minutos. Como existe a formação de um edema no escroto durante o pós-operatório, é necessário usar um suspensório testicular durante alguns dias e evitar esforço físico, incluindo relações sexuais, por até quatro semanas após o procedimento.

Outro procedimento é a laparoscopia (cirurgia laparoscópica). Tem como vantagem uma incisão bem menor quando comparada à cirurgia aberta. No entanto, é mais demorada e a alta hospitalar demora até 48 horas.

Por último existe a possibilidade de realizar uma embolização percutânea, geralmente por radiologia intervencionista. Esta técnica não é considerada uma cirurgia, já que se assemelha ao cateterismo. Dura cerca de uma hora.

Independentemente da abordagem cirúrgica escolhida, a evitação do ducto deferente e da artéria testicular durante a cirurgia é obrigatória.

Para ajudar a reduzir o inchaço, a dor e a febre podem ser administrados anti-inflamatórios não esteroides como o ibuprofeno por exemplo. Apesar dos remédios anti-inflamatórios estarem disponível sem receita médica é importante o paciente nunca se automedicar e pedir sempre opinião médica, já que se trata de um fármaco que pode originar sangramento no estômago ou problemas renais em algumas pessoas.

Possíveis complicações da varicocele

Se não tratada, tem como principais complicações a infertilidade, desequilíbrios hormonais e o encolhimento dos testículos. Existem também algumas complicações que podem surgir após as intervenções cirúrgicas. Podem ocorrer, por exemplo, o acúmulo de água no escroto, danos em artérias e a recorrência da doença.

É possível prevenir?

Não existe prevenção para a varicocele. O que pode ser prevenido é a infertilidade, já que a varicocele é uma doença tempo-dependente, ou seja, se agrava com o passar do tempo.

VOLTAR PARA »

Referências
  • Sociedade Brasileira de Urologia
    http://portaldaurologia.org.br/doencas/varicocele-o-que-e-causas-e-tratamento/
  • Mayo Clinic
    https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/varicocele/symptoms-causes/syc-20378771
  • WebMD
    https://www.webmd.com/men/what-is-varicocele
  • NCBI
    https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2658802/
  • NCBI Bookshelf
    https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK448113/
A informação foi útil? Sim / Não

Ajude-nos a melhorar a informação do Educar Saúde.

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.

Varicocele: infertilidade e inc…